mulher

Absorvente: 12 perguntas respondidas por especialistas

absorvente interno externo
Shutterstock

Parece ser algo que nós, mulheres, já nascemos sabendo, mas existem algumas regras quanto ao uso do absorvente que todas precisam conhecer. O uso incorreto do acessório pode causar infecções e até ferimentos. Veja se você está fazendo tudo certinho:

Leia também:

Métodos que interrompem a menstruação têm seus prós e contras

Ginecologista responde as dúvidas mais comuns dos consultórios

Transar menstruada aumenta risco de contaminação, alerta médico

1. De quanto em quanto tempo devo trocar o absorvente?

"Tanto o interno quanto o externo devem ser trocados, em média, a cada duas ou três horas, ou quando estiverem cheios, dependendo do fluxo", indica a ginecologista e obstetra do Hospital e Maternidade Rede D’Or São Luiz Daniela Maeyama. "Se passar de seis horas, o local ficará propenso à colonização de bactérias e fungos, causando infecção", alerta a também ginecologista Elisabete Dobao.

2. É recomendado tomar banhos com mais frequência durante o período menstrual?

"Não são necessários mais banhos, mas, se possível, é interessante que o sangue menstrual seja limpo a cada troca de absorventes", aconselha Dra. Elisabete. "Sempre que possível, faça a duchinha vaginal com água ao invés de passar papel higiênico", recomenda Dra. Daniela.

3. Posso dormir com absorvente interno?

Sim. "Não há restrições, contanto que a mulher não permaneça durante um período muito longo com o mesmo absorvente", diz Dra. Daniela.

4. Sou virgem. Posso usar o tampão interno?

"Existe um tipo de absorvente específico para adolescentes, que é bem fininho. Porém, é preferível evitar, pois, dependendo do tipo de hímen, ele pode ser rompido com o uso do absorvente interno. A menos que a paciente já tenha consultado um ginecologista e recebido orientações, de maneira geral, é melhor usar o externo", indica Dra. Daniela.

[[{"fid":"","view_mode":"default","fields":{"format":"default","field_file_image_description[und][0][value]":""},"type":"media","link_text":null,"attributes":{}}]] No geral, mulheres virgens devem evitar usar o absorvente interno. Crédito: Shutterstock

5. O absorvente interno é mais higiênico do que o externo?

"Não. Os dois podem proliferar bactérias e fungos e causar algum tipo de infecção vaginal se não trocados dentro do período indicado", afirma Dra. Daniela.

6. É normal que o absorvente interno incomode um pouco?

"Não dói para colocar e não deve ficar incomodando. Caso isso aconteça, provavelmente o absorvente está mal colocado", garante Dra. Elisabete.

7. E se a cordinha arrebentar?

"Se o acessório for usado corretamente, é muito difícil que isso aconteça. Porém, se acontecer, a mulher deve tentar puxá-lo com os próprios dedos e, caso não consiga, procurar um ginecologista ou Pronto Socorro", instrui Dra. Daniela. "Desde que seja retirado, ele não apresenta perigo. Muitas adolescentes pensam que sem a cordinha o absorvente vai parar em outro lugar, mas ele permanece ali", completa.

8. Qual o jeito certo de introduzir o tampão interno?

"A posição mais prática é em pé, com uma das pernas ligeiramente flexionada", ensina Dra. Elisabete. Apoie o pé em cima do vaso sanitário e introduza o tampão devagar, usando o dedo ou o aplicador.

9. Posso usar o absorvente interno e externo ao mesmo tempo?

Para Dra. Elisabete, se for necessário, a mulher pode, sim, recorrer à prática. No entanto, Dra. Daniela alerta que não é normal ter um fluxo tão intenso e recomenda que, neste caso, a mulher procure um ginecologista para investigar as causas de uma possível patologia.

10. Como sei qual tamanho de absorvente devo usar?

"Existem absorventes ideais para o fluxo maior ou menor. Escolha de acordo com o momento da menstruação", aconselha Dra. Daniela. Usar um absorvente interno muito grande sem necessidade pode causar o ressecamento da vagina e até ferimentos na hora de retirá-lo.

[[{"fid":"","view_mode":"default","fields":{"format":"default","field_file_image_description[und][0][value]":""},"type":"media","link_text":null,"attributes":{}}]] Escolha o tamanho do absorvente de acordo com cada fase da menstruação. Crédito: Shutterstock

11. O absorvente pode causar alergias?

"Pode haver casos de alergia ao produto, mas é pouco frequente", relata Dra. Elisabete. "Quem tem a pele mais sensível geralmente tem restrição ao uso do absorvente externo que tem a última camada feita de plástico. Neste caso, prefira o absorvente interno ou o externo com a última camada de algodão", recomenda Dra. Daniela.

12. É verdade que a menstruação não desce na água? Não preciso usar absorvente neste caso?

"Na verdade, a menstruação desce na água, sim, mas em um fluxo menor. Por isso, sempre que entrar no mar ou piscina, é preciso estar usando absorvente. Se possível, prefira o interno, já que o externo vai absorver também a água e encher", aconselha Dra. Daniela.