Tipos de queijo: diferenças entre muçarela, prato e minas

tipos de queijo 95825986
thinkstock

É difícil imaginar um sanduíche ou uma pizza sem um queijo. Feitos à base de leite, eles vêm conquistando paladares e nos alimentando por séculos. Além de saborosos, os queijos possuem a habilidade de saciar a fome quase imediatamente e por períodos prolongados. Apesar do consumo de queijos e laticínios vir sendo revisto, inclusive por universidades famosas por seus estudos precisos e impactantes como Harvard, eles ainda ocupam um lugar muito especial, tanto como iguaria como na alimentação cotidiana das pessoas.

Veja também: Sopa de queijo Lasanha aos quatro queijos Fondue de queijo: receita francesa

Queijo muçarela

O queijo muçarela é tipicamente conhecido por seu uso na culinária. De acordo com Silmara Figueiredo, do Departamento de Comunicação da Associação Brasileira das Indústrias de Queijo – ABIQ, a preferência deve-se pela facilidade com que o alimento derrete quando exposto ao calor. “O queijo muçarela é da família dos queijos de massa filada, levemente mais acidificado, é feito com um leite de pH mais baixo e de cor amarelo claro”, explica a profissional.

Queijo prato

Com um amarelo mais forte, o queijo prato se destaca por ser da família dos queijos tipo Gouda, tradicionalmente conhecidos e originários na Suíça. A cor não tem relação alguma com a quantidade de gordura, garante Figueiredo. Mas, sim, à adição de urucum, um corante natural utilizado exatamente para identifica-lo como descendente Gouda. Ele é muito utilizado em sanduíches e lanches por sua consistência e seu sabor levemente adocicado.

Queijo Minas Padrão

Ele é a versão maturada do queijo Minas Frescal. Mais curado do que os queijos muçarela e Prato, ele é mais seco e de consistência mais firme. Entre os três é o que tem o sabor mais pronunciado e muito utilizado na confecção de pães de queijo.

Propriedades dos queijos 

Segundo a profissional, tanto o muçarela, quanto o Prato e o Minas Padrão são queijos cotidianos exatamente pela pronúncia de sabor suave e da consistência semifirme e média maturação. Isso porque, são produzidos a partir quantidades semelhantes de leite, aproximadamente 9 litros de leite para 1kg de queijo e tem entre 15 e 20 dias de maturação. As quantidades de gordura, nutrientes e valor calórico também são semelhantes por serem diretamente proporcionais à quantidade de leite.

Cuidados

Na hora de levar pra casa, é importante sempre conferir a data de fabricação, a data de validade e a inscrição da Inspeção Federal que garante que ele é feito com leite pasteurizado.

“Se você prefere um queijo mais maturado, guarde ainda lacrado por 10 ou 15 dias depois de comprar e antes de consumir”, sugere a profissional. Depois de abertos, os queijos devem ser armazenados na geladeira sempre devidamente embalados.

“O queijo é um alimento vivo e é natural que se forme uma casca rígida ao seu redor com o passar do tempo”, esclarece Figueiredo. O alimento também pode ser congelado, contudo, seu uso após o descongelamento fica restrito já que perde sua estrutura e não pode mais ser fatiado.

Confira como fazer molho quatro queijos utilizando muçarela, parmesão, provolone e requeijão.