Benefícios da caminhada para mulheres: andar 3 horas por semana reduz o risco de AVC, diz pesquisa

caminhar evita derrame 1
Thinkstock

Segundo um estudo realizado por pesquisadores do Múrcia Regional Health Council, na Espanha, caminhar três horas por semana – ou pelo menos 210 minutos – reduz o risco de derrame em mulheres.

Leia também Caminhada nórdica potencializa o gasto calórico em até 25% É possível conquistar pernas tonificadas apenas com caminhadas regulares Qual exercício físico é mais indicado para cada pessoa?

Publicado na revista científica “Stroke”, o resultado foi baseado em um estudo que reuniu 33 mil homens e mulheres com idade entre 29 e 69. Foi avaliada a quantidade de atividade física realizada entre 1992 e 1996 e, posteriormente, os participantes foram monitorados até 2006 para observação das consequências. 

Caminhada reduz o risco de derrame em mulheres

No final do período de experimento, os investigadores contabilizaram o número de acidentes vasculares cerebrais (AVCs) em homens e mulheres. A análise mostrou que que as mulheres que caminharam mais de três horas por semana apresentaram 43% menos probabilidade de ter um derrame em comparação com aquelas que não praticavam nenhuma atividade física.

[[{"fid":"","view_mode":"default","fields":{"format":"default","field_file_image_description[und][0][value]":""},"type":"media","link_text":null,"attributes":{}}]]

Benefícios da caminhada para a saúde

Além do resultado da pesquisa, outros benefícios da caminhada também fazem a prática valer a pena. Confira:

  • Melhora a circulação
  • Ajuda no tratamento de doenças psicológicas, como a depressão
  • Diminui a sonolência
  • Ajuda no controle do peso