mulher

Por que comer frango com batata doce?

frango batata doce capa
Istockphoto/Thinkstock

Dietas restritivas muitas vezes podem apresentar resultados imediatos quando o objetivo é perder quilos. Porém, junto com a gordura, perde-se também massa magra, que são os músculos. E mais: quando a dieta chega ao fim, há o risco do efeito rebote, ou seja, de ganhar tudo de novo.

Veja também: Benefícios da musculação O que são fibras solúveis e insolúveis Dieta sem carboidrato: malefícios para a dieta

Por isso a melhor opção, mais do que restringir carboidratos, gorduras ou açúcares, é reeducar os hábitos alimentares. Aqueles que pretendem perder peso devem presar por alimentos integrais e com baixa quantidade de açúcares e gorduras. Já para ganhar massa magra, ou seja, para hipertrofia muscular, é preciso optar pelos alimentos proteicos.

Dieta para hipertrofia

Não há como citar a alimentação de qualquer marombeiro sem falar no frango com batata doce. A combinação é o alimento quase que exclusivo dos maníacos da academia e, de fato, apresenta resultados positivos, já que alia uma proteína magra para reconstituição muscular com um carboidrato de baixo índice glicêmico para geração de energia e sensação de saciedade.

Frango

[[{"fid":"","view_mode":"default","fields":{"format":"default","field_file_image_description[und][0][value]":""},"type":"media","link_text":null,"attributes":{}}]]

Tido como uma proteína magra, o frango ajuda na regeneração muscular – durante a musculação as fibras musculares são rompidas e é no processo de cicatrização que o musculo cresce e fica definido. A proteína contida no frango atua exatamente no processo de cicatrização do tecido fibroso.

Mas não é só. Os nutrientes do alimento também dilatam os vasos sanguíneos e melhoram a respiração durante o treino.

Para resultados exemplares, recomenda-se o consumo do peito de frango, parte que contém menos gordura animal.

Batata doce

[[{"fid":"","view_mode":"default","fields":{"format":"default","field_file_image_description[und][0][value]":""},"type":"media","link_text":null,"attributes":{}}]]

Conhecida como um carboidrato de alto índice glicêmico, a batata doce que nada tem a ver com a batata inglesa, ao ser ingerida, evita picos de insulina, ação que, além de prolongar a sensação de saciedade, evita que o organismo acumule o excesso em gordura localizada.

Composta ainda por vitamina A e C, cálcio, fósforo e potássio, a batata doce combate os radicais livres liberados durante a prática de atividades físicas.

100 gr de batata doce têm menos de 120 calorias, sendo composta por: 1,16 gr de proteína, 30,10 gr de carboidratos e 0,32 gr de lipídios. Para prepará-la, esqueça o óleo: opte pelos pratos que levam o ingrediente cozido ou assado, como sopas ou purês.