Benefícios do chá de gengibre

beneficios cha gengibre
Istockphoto/Thinkstock

De sabor levemente picante e definitivamente marcante, o gengibre é um tubérculo rico em propriedades medicinais. Além dos efeitos já bastante conhecidos, como suas propriedades anti-inflamatórias e digestivas que fazem bem para a saúde, o chá de gengibre ainda pode ajudar no processo de perda de peso; saiba tudo sobre esta raiz e aprenda receitas com ela:

Propriedades do gengibre

  • É antioxidante (então previne o envelhecimento da pele)

Os tão falados radicais livres são substâncias liberadas por fatores externos como poluição excessiva ou exposição demasiada ao sol, que estão ligadas tanto ao envelhecimento precoce da pele quanto ao aparecimento de certas doenças cardiovasculares, câncer e até Alzheimer. Sozinho, o organismo não é capaz de neutralizar estas substâncias, e é nisso que o gengibre pode ajudar.

Por ser rico em vitamina A, B3, B6, cobre, magnésio, selênio, potássio e zinco, o gengibre funciona com um potente antioxidante e, por isso, é capaz de prevenir que a pele e os cabelos envelheçam antes da hora. Por esta ligação com a neutralização de radicais livres, o gengibre também é visto como um alimento que ajuda na prevenção contra o câncer.

  • Aumenta a imunidade

Além de as vitaminas presentes no gengibre ajudarem a prevenir o envelhecimento precoce da pele e dos cabelos, elas também são capazes de dar um "up" no sistema imunológico, prevenindo problemas de saúde como gripes e resfriados.

  • Faz bem para a garganta...

O gengibre também é um ótimo remédio natural para dor de garganta - não a toa é muito comum ver professores, palestrantes e pessoas que trabalham com a voz tomarem xaropes ou chuparem balas que têm gengibre na composição. Isso porque, entre suas propriedades, é possível identificar substâncias anti-inflamatórias, que ajudam no tratamento de dores de garganta e outros problemas decorrentes de inflamações neste local.

gengibre alimento termogenico 1118 1400x800
CK Bangkok Photography/shutterstock
  • ... E para as vias respiratórias

Muita gente não é fã de gengibre pelo sabor levemente picante que a raiz tem, mas o que algumas não sabem é que isso ajuda - e muito - a melhorar o desconforto causado pelo nariz entupido. Isso porque, em forma de chá, por exemplo, o gengibre manifesta propriedades descongestionantes, sendo então um excelente aliado no tratamento de gripes e resfriados.

Aqui, porém, é importante lembrar que, por mais que o gengibre ajude, ele não substitui medicamentos para o tratamento de infecções mais agravadas. O ideal, além de buscar auxílio médico, é consumir o chá feito com este tubérculo em paralelo ao tratamento indicado pelo especialista.

  • Tem poderes digestivos

O tubérculo também pode ser um aliado no tratamento de outras questões de saúde, como problemas gastrointestinais. Isso porque a raiz contém substâncias que auxiliam na quebra de proteínas, facilitando então a digestão e contribuindo para a melhora de problemas ligados a esse processo de digerir alimentos.

  • Ajuda a emagrecer

Por ter propriedades digestivas e antioxidantes, o gengibre é capaz de ajudar na redução de inchaço - algo que já faz com que o corpo fique levemente sequinho. Esta, porém, não é a única forma que o gengibre tem de ajudar no processo de emagrecimento; isso porque, além de todas as propriedades citadas, a raiz também entra na lista de alimentos termogênicos.

Termogênicos são alimentos que, de forma geral, demandam mais do corpo para que sejam digeridos e, por isso, acabam fazendo com que o metabolismo fique acelerado. Uma vez acelerado, a queima de calorias também ocorre mais rapidamente e em maior quantidade - tornando o gengibre (e outros alimentos, como a canela) um bom aliado do emagrecimento.

  • Combate a celulite

Fruto, entre outras coisas, de processos inflamatórios do organismo e acúmulo de toxinas nas células, as celulites costumam ser algo de que muita gente procura se livrar - e o gengibre pode ajudar. Isso porque, além de ter propriedades anti-inflamatórias, ele também é antioxidantes, combo que ajuda a "limpar" o corpo e diminuir um pouco a aparência dessas ondulações na pele.

  • É afrodisíaco

Além de tudo isso, o gengibre também aparece na lista de alimentos afrodisíacos, ou seja, capazes de dar um "up" na vida sexual. Isso acontece porque, ao produzir calor no organismo, ele provoca um processo de vasodilatação, que, enquanto nos homens facilita a ereção, nas mulheres pode aumentar a sensibilidade do clitóris, o "botãozinho do prazer".

Como fazer chá de gengibre

cha gengibre 1118 1400x800
Maya Kruchankova/Shutterstock

Diferente dos outros chás, esta receita com gengibre fica doce e tende a agradar a maioria dos paladares. Para complementar o sabor do chá e disfarçar a sensação picante que o gengibre traz, é comum que receitas levem também ingredientes como o cravo, a canela e o limão. Veja como preparar essa poderosa bebida:

Ingredientes:

  • 2 colheres de sopa de gengibre picado;
  • 1 fatia de limão;
  • 4 colheres de sopa de açúcar;
  • 1 ½ litro de água;
  • Cravo e canela a gosto.

Modo de fazer:

Em uma panela, coloque o açúcar até que ele caramelize. Em seguida, acrescente o limão, o gengibre, a canela e o cravo, mexendo a mistura. Depois disso, basta juntar a água e deixar que a mistura ferva. Quando isso acontecer, é preciso coar a bebida para retirar o que sobrou dos ingredientes e servir bem quentinho. Na receita, também é possível substituir o açúcar caramelizado pelo mel.

Gengibre in natura ou em saquinho?

Na hora de preparar um bom chá de gengibre, é importante que se use o ingrediente in natura - ou seja, fresco. Isso porque, embora seja mais cômodo apelar para os chás de saquinho, que já vêm perfeitamente embalados para o preparo, eles não têm a mesma potência que a bebida feita com o gengibre cortado na hora, sem passar por qualquer processo de industrialização.

Gengibre com limão: combinação poderosa

mel limao gengibre 0219 1400x800
Es75/Shutterstock

Além de o gengibre por si só ser um bom aliado do emagrecimento, a mistura com limão indicada na receita pode ser o truque que faltava na sua dieta. Isso acontece tanto pelas já citadas propriedades anti-inflamatórias, antioxidantes e termogênicas do gengibre quanto pelos benefícios do limão.

Segundo a nutricionista Paula dos Santos Ribeiro, com pouquíssimas calorias e um bocado de vitamina C, o limão é outro ingrediente poderoso na eliminação de toxinas pelo organismo, “limpando” o corpo de substâncias que provocam inchaço e dificuldades no processo de emagrecimento.

Além de a mistura de gengibre com limão ser benéfica para a queima de gordura corporal e para a perda de peso, unir esses ingredientes em uma infusão como indica a receita traz ainda mais melhorias para a saúde. Isso porque a vitamina predominante na fruta reforça a imunidade, afastando então gripes e resfriados.

Conforme explica a especialista, além de ter acesso a estes benefícios em chás, também é possível apostar em receitas de sucos e até no tempero de saladas, mas elas devem ser consumidas no máximo três vezes por dia, evitando o consumo no período da noite para que o poderoso combo não afete o sono.

Erros ao preparar chá de gengibre

cha canela gengibre 1118 1400x800
beats1/shutterstock

Assim como o chá de gengibre, outras receitas também oferecem inúmeros benefícios - mas só quando preparadas da forma correta. Apesar de o preparo de chás ser bem simples, alguns hábitos que tornam tudo mais cômodo podem acabar com as boas propriedades de um chá medicinal. Além de evitar chás em saquinhos, é necessário deixar de lado os hábitos de:

  • Esquentar a água no microondas

Apesar de prático, o microondas não permite que se controle a temperatura da água, e este fator é determinante para o resultado final das bebidas.

  • Usar água muito quente

Para que as ervas mantenham tanto seu sabor quanto suas propriedades, é preciso regular bem a temperatura a que a água do preparo chega. O indicado é ficar por perto enquanto ela está no fogo e desligá-lo quando as primeiras bolhinhas começarem a aparecer, evitando deixar que ela ferva.

  • Fazer o chá muito forte

Na hora de preparar o chá, é preciso seguir à risca a quantidade de ervas indicada na receita, já que inclui-las em excesso na bebida pode ter efeitos inesperados. O chá de hibisco, por exemplo, pode gerar dor de estômago quando tomado em versões muito concentradas por quem tem mais sensibilidade.

Aqui, o ideal é usar entre uma e duas colheres da erva escolhida para cada xícara de água que a receita incluir.

  • Escolher ervas “emagrecedoras” sem orientação médica

Chás são, sim, muito benéficos para a saúde e alguns podem ajudar a emagrecer, mas bebidas com esta finalidade devem ser devidamente indicadas por um profissional que conheça bem suas propriedades, já que há contraindicações para determinados grupos de pessoas.

Contraindicações do chá de gengibre

barriga gravidez gestacao 0519 1400x800
zffoto/Shutterstock

Ainda que o gengibre - tanto em forma de chá quanto em receitas de suco ou combinados a outros alimentos - tenha um bocado de benefícios para a saúde, é preciso tomar cuidado com seu consumo. Em geral, conforme explica a nutricionista Alessandra Carneiro, consumir uma quantidade exagerada de gengibre por dia pode geral desconfortos estomacais, provocar gases e até ir contra seu efeito digestivo, prejudicando o processo em vez de facilitá-lo.

Quando consumido em quantidade adequada por pessoas saudáveis, ele não oferece riscos, mas pode fazer mal para determinados grupos de pessoas que devem evitar a bebida ou ao menos consultar um especialista para saber se seu consumo faria mal. As pessoas que não podem tomar chá de gengibre, no caso, são:

Aquelas que têm pressão alta

De acordo com a nutricionista, como o gengibre acelera o metabolismo e aumenta a vasodilatação, ele pode causar um descontrole na pressão arterial - algo que, para quem tem problemas relacionados a isso, não é positivo. Ela afirma ainda que a regra vale inclusive para quem está com esses problemas controlados pelo uso de remédios.

Mulheres gestantes

Especialmente durante os primeiros três meses de gestação, consumir gengibre é contraindicado porque, conforme explica a nutricionista, ele pode ter efeito abortivo. Passado o primeiro trimestre da gravidez, porém, a mulher ainda deve evitar o consumo desta raiz, e Alessandra explica o motivo:

“Mulheres têm tendência a desenvolver pressão alta na gravidez, que é chamada de eclâmpsia. Como o gengibre aumenta a pressão, pode acabar favorecendo esse quadro. Por isso, é sempre melhor não comer. Não há necessidade de provocar um problema”.

As que sofrem de gastrite ou úlceras

Especialmente quando misturado com o limão, como na receita de chá indicada, o gengibre deve ser evitado por quem tem problemas estomacais tais como gastrite e úlcera, já que a união entre esses dois ingredientes pode irritar ainda mais essa mucosa, gerando um desconforto maior.

Em geral, a melhor forma de consumir o chá de gengibre da forma correta é fazê-lo apenas após questionar um médico sobre a compatibilidade das propriedades desta bebida com o quadro de saúde.

Benefícios, receitas e mais sobre o gengibre