mulher

Sintomas da depressão

sintomas depress%C3%A3o 1
Shutterstock

[[{"fid":"","view_mode":"default","fields":{"format":"default","field_file_image_description[und][0][value]":""},"type":"media","link_text":null,"attributes":{}}]]

O que é depressão?

Cercada de preconceitos e incertezas, a depressão é um distúrbio psicológico que vem se tornando cada vez mais frequente. Segundo dados recentes divulgados pela Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 17 milhões de pessoas sofrem com o problema no Brasil. O número corresponde apenas a pacientes diagnosticados, deixando de fora os casos em que a pessoa não busca ajuda médica.

[[{"fid":"","view_mode":"default","fields":{"format":"default","field_file_image_description[und][0][value]":""},"type":"media","link_text":null,"attributes":{}}]]

Sintomas

Seja por vergonha, ou por não conhecer muito bem os sintomas do distúrbio, muitos sofrem em silêncio com a depressão. Tristeza profunda sem motivos, baixa autoestima, falta de vontade de viver, sono excessivo e pessimismo extremo são alguns dos sintomas da doença. Sentir-se triste e desmotivado é bastante normal e pode ter ligação com alguma complicação na vida pessoal, ou profissional. No entanto, é preciso estar atento e perceber se a tristeza é um sentimento momentâneo, ou se está ligada à depressão.

[[{"fid":"","view_mode":"default","fields":{"format":"default","field_file_image_description[und][0][value]":""},"type":"media","link_text":null,"attributes":{}}]]

Causas

As causas da depressão ainda são obscuras e incertas, mas acredita-se que possam ser hormonais, sociais e genéticas. O desequilíbrio dos hormônios corporais responsáveis pela sensação de bem estar e disposição, pode alterar o temperamento e desencadear a depressão. Problemas pessoais, insatisfações, frustrações e estresse, também colaboram para o aparecimento do distúrbio, apesar de não serem as principais causas. Algumas famílias possuem predisposição a desenvolver o problema, fortalecendo a ideia de que a doença pode ser genética, ou seja, passada dos pais para os filhos.

[[{"fid":"","view_mode":"default","fields":{"format":"default","field_file_image_description[und][0][value]":""},"type":"media","link_text":null,"attributes":{}}]]

Diferença: depressão e transtorno bipolar

O transtorno bipolar também é um distúrbio psíquico causado pelo desequilíbrio de hormônios do corpo. A diferença entre a bipolaridade e a depressão é bem simples de ser reconhecida. Quem sofre de depressão sente uma tristeza profunda que nunca passa e que não tem motivos concretos. Já os pacientes com transtorno bipolar intercalam momentos de muita tristeza, com outros de felicidade e euforia extrema. Essas pessoas são, normalmente, muito impulsivas e, nos momentos de euforia, podem ter reações surpreendentes e agressivas.

[[{"fid":"","view_mode":"default","fields":{"format":"default","field_file_image_description[und][0][value]":""},"type":"media","link_text":null,"attributes":{}}]]

Como combater

A principal indicação é, em todos os casos, procurar a ajuda de um médico, assim que os sintomas aparecerem. Os depressivos precisam tomar medicamentos para atenuar a tristeza e o desespero, mas algunstratamentos naturais e alimentos também podem ajudar a acelerar o processo. O consumo de Ômega-3, presente nos peixes, chia e linhaça, tratam os sintomas e melhoram as funções do cérebro. Ervas como a Camomila e erva doce, com efeito tranquilizante, também são fortes aliadas na luta contra a depressão.