mulher

Alimentos que diminuem a ansiedade

alimentos contra ansiedade
Shutterstock

[[{"fid":"","view_mode":"default","fields":{"format":"default","field_file_image_description[und][0][value]":""},"type":"media","link_text":null,"attributes":{}}]]

A ansiedade é uma reação natural que o corpo tem sempre que se sente ameaçado por alguma situação. Isso pode ocorrer mesmo em circunstâncias onde não há perigo real, como durante um discurso em público ou uma prova escolar. A ansiedade e o estresse, em quantidades ideais, são importantes para nos manter alertas e focados quando necessário. Porém, quando acontecem de forma exagerada, podem prejudicar aspectos pessoais, sociais e profissionais da nossa vida e atuar de forma negativa sobre a saúde.

Leia também:

Cenoura trata doenças de pele, intestino preso e emagreceComer nozes, frutas cítricas e tomate alivia o estresse; veja a lista completaConheça os chás e aromas que diminuem o estresse e relaxam o corpo

Uma alimentação adequada pode amenizar este nervosismo excessivo e nos deixar mais tranquilizados. "A relação mais evidente entre a nutrição e o estresse é que um dos principais sintomas da presença deste quadro é a alteração no apetite do indivíduo. Essa alteração pode se evidenciar através de uma ampliação do apetite, gerando, em muitos casos, um aumento de peso acentuado, ou através da redução do apetite, podendo chegar à anorexia", explica a nutricionista Lenita Borba, membro da Câmara Técnica do Conselho Regional de Nutricionistas de São Paulo.

Os alimentos que controlam a ansiedade são os que contêm carboidratos, vitaminas e triptofanos. Estas substâncias são capazes de elevar o nível da serotonina no cérebro, o neurotransmissor responsável por controlar o humor e produzir a sensação de bem-estar e relaxamento.

Alimentos contra a ansiedade

Procure fracionar as refeições durante o dia e evite ficar longos períodos sem se alimentar. Esta medida garante que os níveis de açúcar no sangue se mantenham estáveis, evitando, assim, variações de humor.

[[{"fid":"","view_mode":"default","fields":{"format":"default","field_file_image_description[und][0][value]":""},"type":"media","link_text":null,"attributes":{}}]]Leite e derivados magrosAlém de serem fonte de triptofano, a falta de cálcio (presente em grande quantidade nestes alimentos) no sangue está associada ao aumento da ansiedade. Aposte em iogurtes, queijos e outros derivados magros.

[[{"fid":"","view_mode":"default","fields":{"format":"default","field_file_image_description[und][0][value]":""},"type":"media","link_text":null,"attributes":{}}]]Arroz, massa e farinhas integraisOs carboidratos contribuem diretamente para a sensação de bem-estar. Este é um dos motivos pelos quais sentimos vontade de comer doces quando estamos ansiosos ou estressados. Fuja destes vilões que, além de prejudicarem a saúde, podem causar o efeito oposto a longo prazo e aumentar ainda mais a ansiedade. Prefira os chamados carboidratos complexos, como cereais integrais.

[[{"fid":"","view_mode":"default","fields":{"format":"default","field_file_image_description[und][0][value]":""},"type":"media","link_text":null,"attributes":{}}]]Chocolate amargoPor ser rico em carboidratos e triptofano, o chocolate amargo ajuda a produzir a serotonina, moderando a compulsão alimentar e reduzindo a ansiedade.

[[{"fid":"","view_mode":"default","fields":{"format":"default","field_file_image_description[und][0][value]":""},"type":"media","link_text":null,"attributes":{}}]]JabuticabaAlém de conter carboidratos, a fruta é rica em vitaminas do complexo B, que atuam como antidepressivas.

[[{"fid":"","view_mode":"default","fields":{"format":"default","field_file_image_description[und][0][value]":""},"type":"media","link_text":null,"attributes":{}}]]Frutas cítricas"Por apresentarem vitamina C, elas auxiliam a reduzir a secreção de cortisol, hormônio liberado pela glândula adrenalina em situações de ansiedade e estresse", afirma a professora e nutricionista da Universidade Gama Filho Eliana Louzada. Aposte na acerola, abacaxi, laranja, mexerica, limão, etc.