mulher

Intolerância ao glúten: o que fazer

Intolerancia ao gluten o que fazer 3
iStockphoto/Thinkstock

A intolerância ao glúten é mais comum do que se pensa. Isso porque antigamente, a o corpo não aceitar esta proteína encontrada no trigo só era normalmente diagnosticada em portadores da doença celíaca, que é uma intolerância grave e permanente.

Mas nem toda intolerância ao glúten precisa ser tão radical ou tão facilmente identificável: estima-se que cerca de 15% da população tenha algum grau de problema, o que pode trazer uma série de desconfortos sem que a pessoa consiga identificar sua origem.

Glúten a nossa volta

Basta ir ao supermercado para ver que o glúten está muito presente em nosso dia a dia. Tudo o que tiver trigo, seja farinha ou derivados de trigo tem glúten - isso inclui pães, massas, pizzas, bolos, bolachas, biscoitos.

A proteína também é encontrada na aveia, cevada, centeio e malta, ou seja, o glúten normalmente faz parte da nossa dieta.

Os sintomas a seguir podem (não obrigatoriamente garantem) que você pode ser intolerante ao glúten. Se desconfiar que este é o seu caso, procure um médico para verificar através de examens específicos se é o seu caso.

Sintomas de que você pode ser intolerante ao glúten

Digestão complicada

A intolerância ao glúten normalmente dificulta bastante a digestão, causando gases, sensação de inchaço, diarréia e as vezes até o oposto, ou seja, intestino preso.

Doenças autoimunes

Portadores de doenças autoimunes como por exemplo Lúpus, Tidoidite de Hashimoto, Artrite reumatóide, retocolite ulcerativa e Psoríase podem apontar para a intolerância ao glúten.

[[{"fid":"","view_mode":"default","fields":{"format":"default","field_file_image_description[und][0][value]":""},"type":"media","link_text":null,"attributes":{}}]]

Dor de cabeça

As enxaquecas constantes, assim como a depressão, podem fazer parte do quadro de intolerância, desde que acompanhados de outros sintomas.

Gordurinhas a mais

Como dificulta a digestão, a intolerância também colabora para o ganho de peso, principalmente da gordura abdominal.

Se você identificou uma intolerância ao glúten, surge a dúvida: e agora? Muitos médicos são contra cortar o glúten totalmente da dieta a não ser em celíacos, enquanto outros recomendam evitar ao máximo.

Independente disso, não faz mal a ninguém variar um pouco e experimentar algumas alternativas aos produtos com glúten - e observar como o organismo reage depois de ficar alguns dias sem digerir a proteína. Quem sabe você não descobre novos (e deliciosos) sabores?

Sugestões de substitutos ao glúten

[[{"fid":"","view_mode":"default","fields":{"format":"default","field_file_image_description[und][0][value]":""},"type":"media","link_text":null,"attributes":{}}]]

Troque:

  • O pão pela tapioca ou pão sem glúten.
  • A massa de trigo por sua versão de farinha de arroz.
  • A farinha do bolo por um mix de farinhas como arroz, amaranto em flocos ou farinha, quinoa e fécula de batata.
  • A farinha de rosca por farinha de mandioca.
  • As bolachinhas por versões crocantes de arroz
  • A granola por flocos de milho
  • O mingau de aveia por amaranto no café da manhã.

O que acharam da nossa explicação sobre intolância ao glúten? Se tiverem mais dúvidas deixe aqui nos comentários para conversarmos.

Leia também:

Descubra doenças através da saúde da língua Diferença entre alimentos light e diet Você sabe os benefícios e malefícios do leite?