A riqueza nutricional da jaca

A riqueza nutricional da jaca 1
iStockphoto/Thinkstock

A riqueza nutricional da jaca inclui vitaminas, minerais e fibras. Cultivada da Índia ao Brasil, é caracterizada pelo sabor e cheiro muito fortes. De grande dimensão, cada fruta pode produzir até 500 bulbos comestíveis. De todos os benefícios desta fruta tropical, o de maior destaque é a revitalização quase imediata que proporciona ao organismo. É uma ótima opção para aqueles que querem uma fonte natural de energia, totalmente livre de gorduras.

Benefícios para a saúde

Com seus bulbos macios, a jaca é de fácil digestão. Possui açúcares simples, como a sacarose e a frutose. São estes nutrientes que atuam como energéticos naturais. Cada 100 gramas desta fruta provem o corpo com 18% da necessidade diária de hidratos de carbono. O resultado é o mesmo produzido pelas bebidas que aumentam a energia.

Sua riqueza em fibra faz com que seja um bom laxante. É também pela fibra que o consumo de jaca protege a membrana que envolve o cólon, inclusive do ataque de células cancerígenas.

É fato que a jaca não é uma fruta que agrade a todos. Porém, aqueles que a apreciam garantem acesso a uma importante fonte de antioxidantes, destinados, principalmente, a proteção da saúde ocular. Seus bulbos frescos reúnem flavonoides, caroteno, Vitamina A e luteína, grupo fundamental para as funções da visão. Pesquisas também demonstram que este conjunto de nutrientes, quando consumidos juntos, protegem o pulmão e a cavidade oral contra o desenvolvimento de câncer.

[[{"fid":"","view_mode":"default","fields":{"format":"default","field_file_image_description[und][0][value]":""},"type":"media","link_text":null,"attributes":{}}]]

Outro benefício é o fornecimento de Vitamina C, que aumenta a resistência do organismo contra infecções, e contra os radicais livres. Sua maior riqueza, todavia, é em vitaminas do Complexo B, em especial da niacina e riboflavina. Ambas dão o suporte que o corpo precisa para manter cabelos e unhas fortalecidos, e o estado emocional saudável.

Comer jaca é bom para o coração. Fonte de manganês, ferro e potássio, incrementa o fluído nas células, ajudando a manter sob controle a pressão sanguínea e frequência cardíaca.

Ainda que pouco popular como alimento, as sementes também são nutritivas, sendo ricas em proteína. Nos países asiáticos é prática comum secá-las ao sol, e depois assá-las, comendo-as como se fossem castanhas.

Há pessoas que evitam manusear a jaca por causa o látex gomoso que escorre do fruto e gruda na pele. Para resolver esse pequeno detalhe, basta esfregar óleo de coco, e o látex será retirado com muita facilidade.

Se está no grupo daqueles que optam por evitar esta fruta, experimente prová-la com fatias de banana, coco ralado e mel. Além de muito nutritiva, essa receita deliciosa certamente o fará mudar seus conceitos.