mulher

Leite de cabra é melhor que o de vaca?

Leite de cabra %C3%A9 melhor que o leite de vaca2

O leite de cabra é melhor que o leite de vaca? Essa questão deve ser alvo de observação, principalmente, daqueles que experimentam indigestão, inchaço, flatulência e outros males do gênero, quando consomem leite. O de vaca pode ser o mais comum dos bebidos diariamente, mas é importante saber os benefícios de outras alternativas, e neste caso, o leite de cabra surge como uma opção bastante nutritiva.

Menos fama, mais benefícios

Considerando a oferta global, o leite de cabra ocupa a simplória fatia de 2% no consumo em todo o planeta. Contudo, quando cru e orgânico, este leite proporciona uma queda considerável em relação a queixas de alergias e distúrbios digestivos, associados a ingestão de leite.

Para saber o por quê, a matemática é bem simples. Como tem maior demanda, há um certo desespero, ou pressa de que este produto esteja disponível para o consumidor. Realidade que deixa o leite de vaca carregado de subprodutos, que podem ser tóxicos para o organismo humano. Para acelerar a produção, a vaca é “alimentada” com hormônios para acelerar o crescimento e antibióticos, entre outros elementos. São estes os responsáveis pelos efeitos nocivos no corpo humano quando do consumo de leite bovino pasteurizado.

Por outro lado, a cabra, que possui um leite com demanda muito pequena, não está pressionada pelo mercado a crescer sob o efeito de tantos químicos. Analisando os benefícios, conforme o estudo realizado pela americana Prairie View A & M University, o leite de cabra está associado a uma maior capacidade de metabolizar o cobre e o ferro. Além disso, este leite é tido como anti inflamatório, o que inibe distúrbios na função intestinal.

[[{"fid":"","view_mode":"default","fields":{"format":"default","field_file_image_description[und][0][value]":""},"type":"media","link_text":null,"attributes":{}}]]

É o mais recomendado para o ser o humano, pois é o que o mais se aproxima do leite materno, num comparativo com o de vaca. Considerando a composição química que lhe dá este perfil, acaba por ser muito mais fácil de ser assimilado pelo organismo. Também é mais pobre em gordura, ainda que tão rico em aminoácidos, cálcio e em proteínas quanto o de vaca. Um detalhe a observar, é que por ser rico em gordura, o leite de vaca pode aumentar a quantidade de muco. Além do acúmulo desta secreção, este fato pode aumentar o risco de alergias nas mucosas.

Se o leite bovino possui 17% de ácidos graxos em sua composição, o leite de cabra concentra 35%. Este leite fornece 20% da necessidade diária de riboflavina, e fornece também, Vitamina B12, potássio, selênio e fósforo. Esta é uma das razões que deixa 50% das pessoas com intolerância a lactose, com maior facilidade para digerir o leite de cabra.

Outra: Na opinião dos naturopatas, o leite de cabra ganha destaque quando comparado com o leite de vaca. Quem é adepto da naturopatia defende que este leite proporciona vigor, vitalidade e flexibilidade. É tido como fundamental para manter as articulações funcionando normalmente. Logo, é de suma importância para aqueles que sofrem com artrite, artrose e condições do gênero. E eis a grande referência: depois de seus mundialmente famosos jejuns, Ghandi restaurava sua saúde bebendo leite de cabra cru (e imagino que também era orgânico!)