hummm

Mora sozinha? Veja dicas de como fazer compras no supermercado

90020

Morar sozinho não é tarefa fácil. Tem lá seus benefícios, mas também a necessidade de muita responsabilidade. Tem a limpeza da sala, do quarto, do banheiro, isso sem falar na cozinha. Na hora das refeições chega o dilema da preguiça versus a fome, não é?

Vamos poupar o seu tempo e deixar suas refeições saborosas e práticas. Com a ajuda do estudante Gabriel Soares e da blogueira Paula Fuzeto, vamos te dar as melhores dicas para sua próxima ida até o mercado. Você vai voltar com o carrinho cheio de praticidade e economia.Antes de tudo você precisa se preparar, mesmo que por alguns minutos, antes de ir às compras. Você pode fazer igual o Gabriel: “Eu sempre procuro anotar algumas coisas básicas que eu gosto de comer, mas tudo mentalmente, não faço listinha escrita ou coisa parecida”. Ou se achar que a memória é boa, mas falha, pode seguir as dicas da blogueira: “Eu prefiro ter uma lista de compras. É fundamental para comprarmos apenas aqueles itens que serão consumidos durante a semana, evitando o desperdício de alimentos e também gerando economia”.

Os alimentos mais indicados para quem mora sozinho são os mais fáceis de fazer e que podem ser consumidos na hora, sem necessidade de preparo anterior, como explica Gabriel: “Para se comer bem é preciso premeditar, deixar carne descongelando, por exemplo, o que é muito desgastante. Fora a louça depois que fica imensa! Por isso, priorizo comidas que não sujam tanto a cozinha, obviamente que elas não são tão saudáveis, mas é muito mais prático, leva menos tempo”.

Quanto a isso os nossos independentes sugeriram sempre ter na listinha:

- Iogurtes de garrafa ou de bandeja (1 p/ dia)- Pão de forma (1 pacote p/ semana)- Suco de caixinha (2/3 p/ semana)- Ovos (1 dúzia p/ mês)- Leite (8 caixinhas p/ mês)- Cream cheese, margarina ou requeijão (1 pote pequeno p/ mês)- Massas (3 a 4 pacotes p/ mês) - Frutas variadas (1 p/dia)- Molho de tomate (3 a 4 unidades p/ mês)- Carnes cortadas e embaladas para preparo individual como 150g de alcatra picada para strogonoff, 150g de frango em cubos e 150g de filé de patinho para grelhar- Frios: peito de peru, presunto e queiro (300g a 500g cada p/ mês)- Refrigerantes (3 unidades p/ mês)- Salgadinhos (3 a 4 pacotes p/ mês)- Pratos congelados para ser preparado no forno como fetuccine, escondidinho, panqueca, strogonoff, yakissoba, lasanhas, etc (2 pacotes p/ semana)

Lembrando que as quantidades variam de acordo com o gosto de cada um!

Engraçado é que nem sempre o que é rápido e prático pode ajudar: “Uma vez quando fui ao mercado estava com tanta pressa que acabei indo na sessão de congelados direto. Precisava almoçar e tinha um compromisso dali uns 40 minutos. Peguei a primeira coisa congelada que eu vi, era um hámburguer desses que ficam prontos em 2, 3 minutos. Depois de pronto me arrependi muito porque a carne não queria descongelar por nada no mundo e eu tive que comê-lo frio, pois já estava atrasada. Passei o dia todo com fome e xingando mentalmente o inventor do lanche rápido”, conta o estudante.

É claro que comida igual a da mamãe vai ser difícil conseguir fazer todos os dias. De qualquer forma, é importante prestar atenção no que se compra, na marca e, principalmente, na data de validade. Morar sozinho pode ser gostoso de todas as formas, só precisa de um esforçozinho, estão aí de prova Gabriel e Paula.

LEIA TAMBÉM:

Economia no mercado - Confira as dicas para você saber o que comprar e assim economizar no mercado

Dicas de economia - Veja 8 dicas para administrar seu orçamento e um passo a passo para o dinheiro sobrar