Saber escolher o travesseiro ideal é fundamental para evitar dores

travesseiro pena sono

Uma noite mal dormida pode representar um verdadeiro estrago durante o seu dia. Dores no pescoço, nas costas e sono durante à tarde podem ser indícios de que algo está errado e o vilão do seu descanso pode ser o seu travesseiro. "Uma escolha errada pode acarretar sono fragmentado, prejudicar a postura ao dormir, causando dores ou até mesmo problemas graves na coluna", alerta Maurício Póvoa Barbosa, ortopedista e médico do esporte da clínica Orthobone, em São Paulo.

O travesseiro correto é aquele que você se sente mais confortável e deixa a sua postura certinha durante o sono. "Há pessoas que precisam de travesseiros mais duros, outras só conseguem dormir com travesseiros mais maleáveis. A escolha deve ser mesmo particular. Porém, é importante observar se, junto com o colchão, o travesseiro mantém a coluna alinhada. Ele precisa ceder na medida exata da curvatura do corpo", explica o especialista.

O jeito que você dorme também influencia na escolha. "Para quem está acostumado a dormir de lado, o travesseiro certo deve ser mais alto para preencher o vão que fica entre a cabeça e os ombros. Já para quem dorme de barriga para cima, ele deve ser mais baixo, mas não tanto, para não tombar a cabeça para trás. De bruços, use uma peça mais baixa", diz. Apesar de parecerem mais confortáveis, peças muito moles podem trazer males à saúde. "Causam dores no pescoço e na coluna por fazê-la adotar uma má postura", ressalta.

Exagerar na dose ou pecar pela falta também pode refletir num descanso de má qualidade. "Dormir sem travesseiro não é ideal, pois o pescoço precisa de um apoio.  Com a ausência dele, você sentir dores. Dois travesseiros, somente se o segundo for posicionado entre os joelhos", orienta Barbosa.

Saiba mais sobre o que está dentro do seu travesseiro com as explicações do ortopedista.

Espuma - "É o tipo de travesseiro mais indicado para ser usado no verão ou por quem mora em regiões de clima mais quente, pois o material não esquenta. Também é ótimo para quem sofre de alergias, já que não solta fiapos."

Pena de ganso – "A pluma de ganso deixa o travesseiro macio e não permite que ele fique deformado. No entanto, deve ser usado com precaução por quem sofre com algum tipo de alergia respiratória. Atualmente, esse tipo de travesseiro já é feito com plumas esterilizadas, mas isso não é garantia de que os agentes causadores de alergias não possam desencadear crises ou intensificar os sintomas."

Flocos de espuma - "É bem macio, mas precisa ser denso o suficiente para manter a cabeça na altura certa e pode ficar mais fino ao longo do tempo. Pode causar alergias e não deve ser lavado."

Flocos de látex – "Eles levam mais tempo para afundar com o peso da cabeça, mas em compensação, ajudam a manter o corpo na posição correta na hora de dormir. É ideal para os alérgicos e pode ser lavado à mão."