mulher

Como economizar na balada: veja 8 dicas

como economizar balada
Thinkstock

Ir para a balada é um programa que pode acabar saindo muito caro. O valor de entrada não é o único gasto da noite: apesar de serem frequentemente "esquecidos", fatores como meio de transporte e consumo no local contribuem bastante para o aumento da conta.

Leia também:

Economista dá dicas para evitar gastos excessivos no caixa eletrônico

Mora sozinha? Veja dicas de como fazer compras no supermercado

Dívidas: dicas para sair do vermelho

Segundo Luiz Krempel, planejador financeiro do site GuiaBolso.com, portal que auxilia na gestão financeira e dá orientações sobre quitação de dívidas, um bom planejamento é fundamental em todos os aspectos da vida, inclusive nos momentos de diversão, e pode evitar gastos desnecessários.

Dicas para economizar dinheiro em festas

1) Faça esquenta pré-balada

Segundo argumenta o profissional, algumas casas chegam a cobrar mais de R$ 30 por uma dose de vodca com energético. Por isso, a recomendação de Luiz para quem deseja consumir bebida alcoólica é reunir os amigos antes da festa e já entrar no clima, ouvindo música e economizando na bebida. "Se cada um contribuir com R$ 10, já é possível fazer um esquenta ‘open bar’", sugere.

2) Vá de táxi ou metrô

A medida é imprescindível para quem pretende beber algo alcoólico na noite. Porém, mesmo para os que ficarão só na água e refrigerante, a solução evita que você tenha de pagar a gasolina e os preços muitas vezes abusivos cobrados pelos estacionamentos ao redor da balada. Mesmo que decida parar o carro na rua, certamente aparecerá um indesejado flanelinha para cobrar alguns trocados.

Se o local não for acessível por meio de transporte público, combine com os amigos um local de encontro próximo e pegue um táxi até o destino final. O preço dividido sairá bem mais em conta.

Porém, se você não abre mão do carro, combinar uma carona com os acompanhantes é a melhor opção. Eleja o motorista da vez e divida igualmente os custos com gasolina e estacionamento. "Algumas baladas oferecem desconto para grupos que tenham um motorista da rodada. A conta sai mais barata e todos saem ganhando", afirma Gabriel Benarrós, CEO do site Ingresse, plataforma de tecnologia aplicada a eventos.

3) Pesquise a melhor opção de festa

"Festas open bar acontecem a todo o momento. Se a ideia é se divertir com bastante bebida, compare os preços de todas e busque aquela que tem o valor mais acessível. Uma boa opção é apostar nas festas universitárias. Além de contarem com um open bar mais barato, são festas extremamente animadas", afirma Gabriel.

[[{"fid":"","view_mode":"default","fields":{"format":"default","field_file_image_description[und][0][value]":""},"type":"media","link_text":null,"attributes":{}}]] Faça um esquenta antes da festa e economize na bebida, que é muito mais cara na balada (Thinkstock)

4) Fique atento aos lotes das festas

Se for a um evento que ofereça venda antecipada de ingressos, procure adquirir o convite o quanto antes. Normalmente, os valores vão aumentando conforme a proximidade da data, e podem chegar a custar o dobro na porta.

5) Coloque o nome na lista

Pode parecer uma orientação óbvia, mas muitas pessoas decidem a qual balada vão de última hora, perdendo a chance de enviar os nomes para a lista de desconto. Por isso, ainda que não tenha decidido ainda a balada da noite, envie seu nome e de seus amigos para as opções mais prováveis, às quais vocês vão com maior frequência, e garanta o preço mais barato. "Hoje, muitos organizadores de festas oferecem desconto para quem confirma presença via Facebook", afirma Luiz.

6) Faça as contas antes de comprar os drinks

Se seu grupo de amigos é grande e a maioria pretende consumir bebida alcoólica, entrem em um consenso e comprem uma garrafa de bebida que agrade todos. Em alguns locais, na compra do litro, a casa oferece refrigerantes e energéticos de cortesia. "Faça as contas e veja o que é mais vantajoso", aconselha Luiz.

7) Evite comprar cigarros no local

Para os fumantes, uma dica valiosa é se certificar de levar o cigarro de casa. "Um maço com o isqueiro pode custar até R$ 15. Se você quiser um chiclete, são mais R$ 5. Como é muito difícil conseguir um preço melhor, veja se você está com tudo o que precisa antes de sair de casa", diz Gabriel.

8) Deixe para comer em casa

É de praxe sair da balada e passar em uma lanchonete para matar a fome. No entanto, a conta pode sair bem alta. A recomendação de Luiz é deixar para comer em casa. "Prepare algo fácil, como um sanduíche ou macarrão instantâneo. Se for o caso, convide os amigos e estenda a diversão mais um pouco", sugere.