mulher

Tapioca com chia emagrece mais que a tradicional; aprenda a fazer

tapioca com chia bella falconi
Reprodução/Instagram

Última sensação das dietas, a tapioca emagrece por ser mais saudável que o pão, ser livre de glúten e garantir saciedade. Porém, há uma forma de turbinar o alimento para emagrecer ainda mais: adicionando chia ao preparo.

Leia tambémBella Falconi ensina a turbinar o chá verde para chapar barriga e eliminar celulitesEx-gordinha, atriz vira musa trocando pão por tapioca e comendo batata doceÁgua de gengibre emagrece e elimina gordura; aprenda a preparar

A dica foi dada pela musa fitness e dona da barriga mais famosa do Instagram, Bella Falconi. Segundo publicou em sua rede social de dicas (@teambellafalconi), que faz em parceria com o nutricionista Luciano Bruno, o grão adicionado à farinha de tapioca (feita a partir da mandioca) pode melhorar a qualidade da proteína e também o índice glicêmico do alimento. Além disso, Bella também aconselhou comer quatro amêndoas junto com a tapioca, para melhorar o fator de inflamação da refeição.

[[{"fid":"","view_mode":"default","fields":{"format":"default","field_file_image_description[und][0][value]":""},"type":"media","link_text":null,"attributes":{}}]] Bella Falconi ensinou a turbinar a tapioca em sua rede de dicas fitness (Créditos: Reprodução/Instagram)

Por que é melhor?

Esse truque gerou polêmica entre os seguidores de Bella, e o médico fez questão de explicar os benefícios dessa união na receita em que prepararam, usando frango desfiado no recheio. "O fator de inflamação (FI) a que nos referimos é um índice calculado de cada alimento. Para o cálculo desse fator leva-se em consideração o índice glicêmico, perfil de ácidos graxos e teor de fitoquímicos. O frango que fizemos tem o FI de +17, a mandioca de -100. O FI deve ser sempre positivo, por isso chamamos tanto a atenção para as combinações. A Bella adicionou chia e castanha, que juntas tem FI de +170 para equilibrar o FI da receita. Não temos que excluir aqueles alimentos com FI negativo e sim, equilibrar o FI da refeição. Com a combinação que a Bella fez a refeição ficou com e FI de +30, ou seja, anti-inflamatória", escreveu Luciano Bruno.

[[{"fid":"","view_mode":"default","fields":{"format":"default","field_file_image_description[und][0][value]":""},"type":"media","link_text":null,"attributes":{}}]] Chia diminui índice glicêmico da tapioca (Thinkstock)

Opinião de nutricionista

Para garantir que adicionar chia à tapioca é uma boa opção, buscamos a opinião de outra médica. A nutricionista Andrezza Botelho concorda com a dica e garante que indica aos seus pacientes.

"É fantástico turbinar a tapioca com semente de chia para reduzir o índice glicêmico. Já oriento há bastante tempo usar essa técnica de cocção. Ainda gosto de fazê-la com um fio de óleo de coco. A amêndoa também é excelente, rica em gordura boa e possui excelentes nutrientes antioxidantes, como vitamina E. Mas oriento a trocar as oleaginosas para evitar intolerâncias alimentares".

Como fazer?

Para fazer a tapioca com chia, basta adicionar o grão à farinha que você usa normalmente para preparar o alimento. Distribua pela frigideira, como de costume, e aqueça até que os grãos e a farinha se unam. Está pronto! Você pode rechear à seu gosto, ou optar por uma das receitas de tapioca das famosas.