mulher

Stand Up Paddle: como e onde praticar

sup agua mar praia lago esporte corte
Shutterstock

O Stand Up Paddle é o mais atual queridinho dos esportistas e até mesmo de famosas, como Ísis Valverde, que já foi flagrada praticando o SUP. Esse esporte pode derreter até 600 calorias por hora e cada vez ganha mais adeptas. Curtiu? Conversamos com a praticante Leila Maria Freire Ribeiro e ela dá dicas para você também entrar nessa onda.

Leia também

Adorado pelas meninas, Muay Thai emagrece até mil calorias por aula

Zumba é a dança número um das academias; conheça seus benefícios

Bicicleta ajuda a perder peso e ainda tonifica a musculatura

Como praticar Stand Up Paddle?

O primeiro ingrediente é ter muita vontade! "Não é preciso ser esportista, só basta gostar do desafio, ter equilíbrio e estimulo para conseguir remar", comenta Leila, que também é instrutora de mergulho e alimenta um blog sobre SUP.

Estando decidida a praticar, é hora de procurar por um instrutor (veja dicas de onde praticar abaixo). O ideal é que as primeiras aulas sejam sempre em águas paradas, onde seja possível ficar de pé sem dificuldades até pegar o jeito da prancha, que é bem maior do que as usadas para o surf. Além dela, fazem parte do equipamento o remo, leash (cordinha que prende prancha ao pé), colete (se for mar alto) e capacete (se o local for perigoso e possuir pedras sob as águas).

Não existe uma faixa etária ideal. Segundo Leila, desde adolescente já é possível aprender. "É bom para todos porque promove desenvolvimento completo dos grupos musculares".

[[{"fid":"","view_mode":"default","fields":{"format":"default","field_file_image_description[und][0][value]":""},"type":"media","link_text":null,"attributes":{}}]] Para adaptação, primeiras aulas de SUP devem ser praticadas em águas completamente paradas (Créditos: Shutterstock)

Onde praticar SUP?

Como o Stand Up Paddle está em alta, não é difícil encontrar onde praticar o esporte. Existem, ao longo do litoral brasileiro, estações ou bases de SUP. São casas onde você aluga o equipamento, contrata um instrutor se for necessário e encontra todas as condições favoráveis para se divertir remando em cima da prancha.

Não é necessário que esse esporte seja feito na água do mar, por isso também há a opção de procurar por estações em rios, lagoas ou represas no interior dos estados. Algumas agências de viagem vendem pacotes especiais para esse fim. Entre os destinos mais famosos estão a Praia da Baleia, em São Sebastião (SP); Praia de Ipanema, no Rio de Janeiro (RJ); e Jurerê Internacional, em Florianópolis (SC).

Mas caso já seja praticante e queira se aventurar por outras águas, não é difícil. "Pode ser praticado em qualquer lugar com boas condições de maré e de vento. O ideal é que a corrente não crie muitas ondas e que haja pouco vento", indica Leila. Para consultar as condições das marés visite sites como o WindGURU. Mas, lembre-se: se for leiga, não se arrisque praticando em lugares desconhecidos e sem instrutores.

Curte praticar esportes na água? Assista ao vídeo e conheça a aula de boxe aquário.