mulher

Por que consumir fibras é importante? Especialista explica

fibras alimentacao beneficios
Thinkstock

Um dos principais benefícios da ingestão diária de fibras é a melhora no trânsito intestinal e a consequente diminuição da sensação de inchaço abdominal. Contudo, esse não é um único benefício de incluir fibras na alimentação.

Leia também

Pipoca tem mais fibra do que alface, diz estudo

Benefícios da pera: rica em fibras, fruta aumenta saciedade e ajuda na dieta

Comer três colheres de aveia todo dia reduz colesterol e ajuda na dieta

Consumir a quantidade certa de fibras solúveis e insolúveis todos os dias também diminui a absorção de gordura, ajuda a reduzir níveis de glicose e colesterol no sangue e ainda traz a sensação de saciedade, o que ajuda nos processos de emagrecimento e manutenção do peso.

"Indiscutivelmente, as fibras são indispensáveis para o bom funcionamento do nosso organismo", afirma Ayrton De Magistris, assessor médico da MIP Brasil Farma.

Tipos de fibra

A Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda a ingestão de 25 gramas de fibras diariamente. Existem dois tipos de fibras: as solúveis e as insolúveis. "As primeiras atuam no estômago e no intestino delgado, tornando a digestão mais lenta e melhorando a digestão dos nutrientes, principalmente açúcares e gorduras", explica o especialista. Já as fibras insolúveis têm a função de aumentar o bolo fecal e acelerar o trânsito intestinal.

Benefícios

  • Bom funcionamento do intestino: além de evitar a constipação as fibras promovem uma flora intestinal saudável, aumentando as bactérias "do bem"  e minimizando as bactérias patogênicas.
  • Sensação de saciedade: segundo Magistris, ingerir fibras ajuda até a emagrecer. "As fibras solúveis absorvem água e formam géis, permanecendo mais tempo no estômago e proporcionando maior saciedade e diminuindo a vontade de comer toda hora", completa.
  • Reduz o colesterol:  o consumo de fibras aliado a uma dieta rotina saudável pode ajudar a diminuir as taxas de colesterol no sangue.
  • Controle da glicose: as fibras promovem a liberação mais lenta e constante da glicose e ajuda a regularizar os níveis da substância no sangue.