Fazer dieta aumenta as chances de engordar, afirma nutricionista

fazer dieta aumenta chances engordar 1
Thinkstock

"Estar sempre de dieta pode ser uma das causas do ganho de peso". A afirmação é da nutricionista Sophie Deram, doutora em endocrinologia pela USP e autora do livro "O peso das dietas" (Editora Sensus). Na publicação, ela se diz contra as dietas restritivas, que diminuem calorias ou eliminam alguns grupos alimentares, e defende a tese de que quanto mais alguém segue uma dieta, mais chances tem de engordar.

Leia também:Como emagrecer rápido: Vigilantes do Peso derruba mitosDietas perigosas: cardápios restritivos oferecem riscos; entenda8 sinais de que a sua dieta está errada

fazer dieta aumenta chances engordar 2
Thinkstock

Isso acontece porque, segundo a ciência da nutrigenética (que estuda como a genética de cada pessoa responde à nutrição) o cérebro percebe a perda de peso como um grande perigo e desenvolve mecanismos de adaptação para proteger o corpo, ligando todos os genes para mantê-lo vivo e funcionando, o que acaba aumentando o apetite, diminuindo o metabolismo e aumentando cada vez mais a obsessão por comida, justamente para que não corra nenhum perigo de perder gordura.

Como perder peso

fazer dieta aumenta chances engordar 5
Thinkstock

De acordo com a nutricioista, o mais importante no processo de emagrecimento é escutar o corpo e não obrigá-lo a seguir numa direção que ele não quer. "Não podemos modelar nosso corpo como queremos. Quanto mais o obrigamos a seguir uma determinada direção que ele não quer, como perder peso rapidamente, aumentar exageradamente a musculatura, consumir suplementos para mudar nossa aparência ou para desintoxicar, por exemplo, mais o nosso cérebro se sente agredido e acredita que estamos correndo perigo", afirma.

Assim, a recomendação para pacientes em seu consultório nunca foi uma dieta com determinação de alimentos, quantidades e horários. "Sei que posso parecer um pouco estranha como nutricionista, mas sempre pensei que estabelecer um plano alimentar com quantidades e horários definidos fosse a receita certa para fracassos e frustrações. Na minha opinião, um plano alimentar confunde mais a cabeça. A pessoa vai ficar tentando seguir esse plano e se esquecendo das suas próprias sensações", diz.

Sua orientação é sempre priorizar o consumo de alimentos veradeiros, ou seja, todos os que vêm da natureza, incluindo carne, ovos, grãos, castanhas, legumes e frutas. Segundo ela, aumentar o consumo desses alimentos in natura diminuirá a vontade de alimentos mais processados.

fazer dieta aumenta chances engordar 2 0
Thinkstock

Outra dica é não focar apenas no corpo e buscar uma alimentação variada, equilibrada e consumida com prazer e com atitudes adequadas, comendo com satisfação e sem culpa, já que o comportamento é tão ou mais importante que os nutrientes. "Isso significa comer com mais tranquilidade e com moderação quando estiver com fome e parar quando se sentir confortavelmente satisfeita. Do mesmo jeito que não vai estragar seu metabolismo se comer um chocolate às vezes ou um hambúrger com batatas fritas e refrigerante de vez em quando, também não vai resolver qualquer problema de saúde comendo muito de um alimento mágico, mesmo se comer demais", observa.

Melhores alimentos para emagrecer

No livro, ela faz ainda uma crítica ao discurso nutricional atual, no qual muitos alimentos são demonizados, como açúcar, manteiga, ovo, chocolate, doces, carboidratos, gorduras em geral, etc. E, dependendo da moda da vez, alguns alimentos são venerados, como açaí, chia, goji bery, quinoa, óleo de coco. "Não concordo com essa visão da dicotomia: ou o alimento é bom ou é ruim, ou seja, ou emagrece ou engorda, ou pode curar o câncer ou tem propriedades milagrosas. Isso não existe. Essa visão nos fez desenvolver uma relação complicada com a nossa alimentação", alerta.

fazer dieta aumenta chances engordar 4
Thinkstock

E se diz contra a famosa dieta sem glúten. "Só uma pequena parte da população precisa se preocupar com isso e sempre após a confirmação do diagnóstico da doença celíaca. Para a grande maioria, tirar o glúten é um estresse desnecessário e pode tornar a vida um inferno para a família inteira. Recomendar uma dieta sem glúten para uma pessoa que está bem, só porque ela quer perder peso, é irresponsável e afeta muito sua relação com os alimentos", afirma. "Se tiver dúvida sobre um alimento que potencialmente pode não ser bem tolerado por você, faça um teste de tolerância. Não decida cortar um alimento só porque tem uma onda de terror em torno dele", finaliza.