Dietas perigosas: cardápios restritivos oferecem riscos; entenda

dieta perigosas emagrecer
Thinkstock

Para emagrecer e conseguir o corpo desejado muitas mulheres investem em dietas restritivas que promovem emagrecimento rápido. Contudo, essa perda de peso oferece riscos e pode trazer consequências à saúde. Especialistas listam quais dietas devem ser evitadas e quais os riscos.

Leia também

18 fatos sobre emagrecimento que você não conhecia

Frutas favorecem o equilíbrio do organismo e perda de peso

Sucos detox: 5 receitas para desinchar

Dieta do Algodão

A louca dieta do algodão veio à tona depois que a modelo Bria Murphy, filha do ator Eddie Murphy, citou a prática em uma entrevista. Ingerir um algodão embebido em suco e laranja para evitar o consumo de carboidratos e prolongar a sensação de saciedade é uma maneira perigosa de enganar o organismo.

Segundo a nutricionista Marcela Frias, a dieta do algodão pode causar obstrução completa do trato intestinal e desnutrição. Além disso, os produtos químicos presentes no algodão industrializado podem desequilibrar o organismo. A prática é tão perigosa que pode levar a morte.

Dieta líquida

[[{"fid":"","view_mode":"default","fields":{"format":"default","field_file_image_description[und][0][value]":""},"type":"media","link_text":null,"attributes":{}}]] Ingerir só líquidos é prejudicial à saúde / Crédito: Thinkstock

A dieta líquida tem se tornado cada vez mais popular por causar emagrecimento rápido. Introduzir refeições líquidas ajuda a emagrecer porque o líquido representa maior volume com menos calorias. De acordo Cynthia Antonaccio, nutricionista da consultoria Equilibrium, o organismo é programado naturalmente para mastigar e processar alimentos. Por isso, é preciso equilibrar sopas e shakes com alimentos sólidos.

A auxiliar de laboratório Karina Gonçalves, de 20 anos, queria emagrecer para o Carnaval e para atingir sua meta passou a substituir todas as refeições por shakes e chás. Durante oito meses Karina só ingeriu líquidos. Diante dos primeiros quilos eliminados, ela decidiu continuar com a dieta líquida sem nenhum tipo de acompanhamento médico ou nutricional. Além de emagrecer 13 quilos, Karina adquiriu hipovitaminose causada por falta de vitamina B1 no organismo e perdeu o movimento das pernas, como exibiu o G1.

Dieta da proteína

Ainda muito popular, a dieta da proteína promove perda rápida de peso, mas é perigosa para a saúde e traz consequências inclusive para o cotidiano. Cortar carboidratos da alimentação facilita o emagrecimento, mas representa uma grande diminuição na ingestão de ácido fólico, o que acaba causando fadiga, mal estar e irritabilidade.

"Dietas em que as pessoas consomem grande quantidade de proteína e não consomem muita água trazem problemas como sobrecarga nos rins até convulsões", alerta a endocrinologista Andressa Heimbecher.