Bebida alcoólica engorda e pode aumentar o risco de infarto

bebida alcoolica egorda pode aumentar risco infarto
Shutterstock

Em um happy hour com as amigas, pode surgir uma dúvida: será que este copinho de cerveja vai comprometer a minha dieta? A má notícia é que as bebidas alcoólicas são cheias de calorias e uma dose, ainda que pequena, pode dificultar a perda de peso.

Leia também:

Você acha que cerveja é tudo igual? Conheça os diferentes tipos

Aprenda a evitar e curar a ressaca

Sucos detox: cinco receitas para desinchar

O álcool é obtido através da fermentação do açúcar e, por isso, tem 7 kcal por grama, uma fonte de energia considerável, se comparada aos carboidratos e proteínas, que contêm 4 kcal na mesma quantidade e até mesmo aos lipídeos, com 9 kcal por grama. Mas, diferente dos itens acima, o álcool é o que chamamos de caloria vazia, pois não traz qualquer benefício à saúde.

Álcool em excesso aumenta o risco de doenças cardiovasculares

[[{"fid":"","view_mode":"default","fields":{"format":"default","field_file_image_description[und][0][value]":""},"type":"media","link_text":null,"attributes":{}}]] O estoque de gordura abdominal aumenta o risco de doenças do coração. Crédito: Shutterstock

"Além disso, o etanol é um componente com alta capacidade de absorção. Isso significa que, mesmo aumentando o gasto energético, os indivíduos que consomem álcool regularmente dificilmente vão compensar a grande quantidade de calorias ingeridas", afirma a nutricionista da clínica Super Healthy, Paola Moreira.

A especialista ainda explica que, por ser uma substância tóxica, o álcool não pode ser armazenado no organismo, que para tentar eliminá-lo, desequilibra todo o metabolismo. "O composto resultante da degradação do álcool inibe a utilização de gorduras e favorece o armazenamento delas no corpo. Este estoque se deposita principalmente na região abdominal, levando a um aumento da circunferência da cintura", afirma.

O tecido adiposo localizado na região do abdome (ou a famosa barriga de chope) produz substâncias inflamatórias que impedem a passagem do sangue, aumentando o risco de infarto e doenças do coração, além de obesidade e esteatose hepática.

[[{"fid":"","view_mode":"default","fields":{"format":"default","field_file_image_description[und][0][value]":""},"type":"media","link_text":null,"attributes":{}}]] Shutterstock

O que engorda mais: cerveja ou vinho?

A quantidade de calorias de uma bebida varia de acordo com seus ingredientes, mas, principalmente, de acordo com o seu teor alcoólico. Uma taça de vinho tinto de 125 ml tem cerca de 107 calorias, enquanto uma lata de cerveja tem 150 kcal.

Como o teor de álcool do vinho é maior do que o da cerveja (12% contra 5% em média), é provável que a quantidade de cerveja ingerida seja sempre maior do que a de vinho – uma pessoa pode beber oito latas de cerveja, com 350 ml cada, mas pouco provavelmente vai tomar os mesmos 2800 ml de vinho.

O segredo da bebida está na moderação. Intercalar um copo de água entre uma dose e outra ajuda o corpo a se hidratar e evita tanto a embriaguez quanto a ressaca. E nunca se esqueça: se dirigir, não beba.

Se o seu objetivo é perder peso, confira este vídeo que explica timtim por timtim os benefícios de alimentos que ajudam a emagrecer.