mulher

Adoce a vida > Refine a escolha

Palavra-chave: moderação

Você não precisa recusar "aquele" pedaço de torta ou fingir que não viu o quindim piscando para você. O meio-termo para não sair prejudicada nessa batalha é o controle. Moderar o que ingere dá bons resultados e você não fica na vontade. "Isso é uma questão de reeducação alimentar", revela Vanessa Leite.

A nutricionista dá outro conselho. "Procure apreciar o gosto natural e verdadeiro dos alimentos, sem ter que adoçar muito". Traduzindo: nada de encher de açúcar a salada de frutas ou os sucos. O mesmo vale para o cafezinho. "Se a pessoa tomar muitos, o açúcar ingerido com eles pode se tornar um veneno. Deve-se lembrar que o açúcar refinado é rico em calorias vazias e estimula a fome, o que pode levar à obesidade", diz.

É importante saber que nós não precisamos diretamente do açúcar, pois temos outras fontes de glicose. "Elas são muito mais saudáveis e seguras para a saúde, como cereais integrais, frutas, legumes, grãos integrais", pontua a nutricionista. Lembre-se que os alimentos industrializados já contêm sacarose.

Agora, vamos combinar: que o açúcar é uma excelente fonte de energia ninguém pode negar. Procure ingeri-lo pela manhã, quando o metabolismo do corpo está a mil ou após o almoço, principalmente se o cardápio teve alimentos de digestão mais lenta, como as carnes. Pode parecer simples demais, mas só isso já evita o aumento das taxas de glicose no sangue.

Vanessa Leite explica que o açúcar refinado, ao ser digerido - o que ocorre rapidamente -, provoca uma grande elevação dos níveis de açúcar na corrente sanguínea, aumentando os níveis do hormônio insulina, que retira a glicose do sangue e leva para dentro das nossas células. "Ocorre uma queda rápida das taxas de glicose, podendo causar hipoglicemia e que estimula o acúmulo de gordura corporal", alerta. Ou seja, esse sobe e desce de açúcar no sangue pode resultar em diabetes ou obesidade e, ainda por cima, incita a fome.

E se você quer dar mais uma mãozinha para sua saúde, substitua o açúcar refinado pelo mascavo ou diminua a quantidade ingerida. Estamos falando sobre ganho de nutrientes e não de calorias, ok? "Eles têm pouca diferença em termos de valor calórico, ou seja, o mascavo apresenta uma redução pequena de calorias em relação ao refinado", pondera Vanessa.

Não precisa apelar para os adoçantes artificiais. Por serem substâncias químicas, cuidado com o que está por trás do rótulo. O sódio presente na composição pode ajudar o corpo a reter líquidos. É prato cheio para elevar a pressão arterial. Diabéticos precisam evitar fórmulas com frutose e sorbitol, que podem alterar o índice glicêmico.

10 motivos para moderar

1) Faz a produção de insulina disparar. Continuamente, isso pode levar a diabetes2) Células se degeneram, causando envelhecimento precoce3) O metabolismo fica louco, prejudicando a absorção de importantes nutrientes4) Cataratas também podem ser agravadas pelo consumo excessivo de açúcar5) A gordura visceral - aquela da barriga! - aumenta6) Artérias entopem, causando hipertensão e doenças cardiovasculares7) O sistema digestivo fermenta8) Bactérias intestinais importantes para o corpo são destruídas9) O sistema imunológico fica enfraquecido10) Estimula a fome e engorda!