mulher

A importância da prevenção

2006 04 3546
Divulgação

Durante séculos, a prática da medicina teve como objetivo principal a identificação e a cura das doenças. Pouco se falava sobre prevenção. Hoje a situação mudou completamente: a saúde é considerada um dos bens mais preciosos do ser humano e portanto deve ser bem conservada. Ter uma boa saúde é fundamental para o bom funcionamento da mente e do corpo. Medidas simples como a adoção de hábitos de vida saudáveis (como a prática regular de atividade física, alimentação balanceada e evitar a ingestão de bebidas alcoólicas em excesso e do fumo), além de visitas periódicas ao médico para a realização de exames preventivos, podem literalmente salvar vidas!

Mas, infelizmente, ações eficazes em medicina preventiva ainda não fazem parte da nossa realidade. Basta olharmos as estatísticas: o câncer de mama e o câncer de colo de útero, que matam milhões de mulheres a cada ano, são doenças que podem chegar a até 100% de cura quando descobertas e tratadas precocemente. As doenças do coração, responsáveis pela morte de milhões de brasileiros e em idade cada vez mais jovem, também podem ser evitadas. Isto sem falar em doenças sexualmente transmissíveis como a AIDS (causada pelo vírus HIV) que afeta um número cada vez maior de mulheres e jovens.

Podemos prevenir o aparecimento de qualquer doença? Infelizmente não. A medicina ainda não evolui a este ponto. Mas para um bom número delas já existem diversos exames que podem e devem ser feitos. Na área da Saúde Reprodutiva, o exame preventivo do câncer de colo de útero (ou Papanicolaou) é o meio mais fácil e mais simples de evitar o aparecimento deste grande vilão. Toda a mulher que iniciou a vida sexual deve fazer este exame pelo menos 1 vez ao ano, independentemente da idade, número de parceiros ou da freqüência de relações sexuais. Se você já começou a transar e ainda não fez seu exame é bom começar a pensar nisso, ok?

O exame clínico das mamas e a mamografia são as formas mais eficazes de detecção precoce do câncer de mama. É isso mesmo! Diferentemente do câncer de colo de útero, não é possível prevenir o aparecimento do câncer de mama. O que se faz é o diagnóstico precoce, ou seja, descobrir o problema na fase mais inicial possível. E é para isso que serve a mamografia: ela é capaz de descobrir lesões mínimas (as chamadas microcalcificações atípicas) que ainda não se transformaram num câncer palpável, mas que podem ter grande potencial para tal. Nestes casos, as chances de cura chegam até 100%! Este exame é indicado anualmente para todas as mulheres acima de 40 anos, mesmo que não tenham história familiar de câncer de mama.

Viram? Prevenção não é só "falação". É muito mais do que isso: é ação. Este papo de que "não sinto nada, pra que ir ao médico?" ou "eu não gosto de médico, sou contra" é totalmente furado. Quem realmente se ama, se cuida. Como dizia sabiamente o velho ditado popular: prevenir é melhor que remediar!

Dra. Mariana Maldonado é médica ginecologista e obstetra, especialista em Sexologia e Homeopatia.Tel: (21) 2287-2311e-mail: dra.mariana@marianamaldonado.com.brsite: http://www.marianamaldonado.com.br/