Entenda por que você acha tão difícil "romper" com o seu emprego atual

mudanca area trabalho
pixelpeter/shutterstock

Dizem que é mais difícil deixar um trabalho que romper com um namorado. Leva tempo para tomar a decisão e há grande probabilidade de que você acabe mal também com outro, mas na hora de se demitir, o seu chefe vai precisar de uma explicação melhor do que “o problema não é você, sou eu”.

Faça uma breve reflexão. Esse receio de deixar o trabalho pode ser comparável ao medo de "estar sozinho" que as pessoas experimentam quando rompem com seu parceiro. Afinal, você gasta pelo menos oito horas por dia nele, e essa é a verdadeira razão pela qual você acorda todas as manhãs e cedo.

Etapas para abandonar o emprego

Fase 1: Negação

Em ambos os casos, é o medo que a mantém ligada à zona de conforto, mesmo quando o trabalho já se tornou algo incômodo. A verdade é que temos tendência em aplicar o “mais vale o mau  conhecido do que o bom desconhecido" e isso não faz nada mais que limitar o caminho para o sucesso. O primeiro passo deve ser identificar o que a paralisa ou impede que você leve à frente a demissão.

Para começar, a conotação negativa dessa palavra é a mesma que gera um sentimento de culpa naqueles que pensam que "estão pendurando a toalha". Por que não ver isso como uma valente busca por aspirações mais elevadas?, propõem os especialistas.

Fase 2: Dilema

Tomar uma decisão, obviamente, leva seu tempo e você não estaria dedicando a atenção que merece, se não estivesse analisando com cautela, avaliando não só os prós e contras, mas suas verdadeiras motivações e se de fato uma demissão poderá resolver seus problemas.

Ou seja, se você sofre de exaustão ou a chamada síndrome de ‘burn out’ talvez você possa tirar uma licença ou se o problema é que o seu trabalho não está sendo devidamente reconhecido ou acha que merece um salário mais elevado, o primeiro passo deveria ser uma conversa com seu chefe ou sua equipe para, finalmente, projetar alguma mudança em busca de melhores condições. Se, em vez disso, você sente que já atingiu o limite da sua aprendizagem ou se você está determinada a "deixar tudo", então essa é hora.

Fase 3: Resolução

No entanto, isto não precisa ser considerado como um salto ao vazio. Ao menos que seus planos incluam um ano sabático, faz sentido iniciar a procura de um novo emprego antes de sair do atual. Neste ponto, você deve estar preparada para não se render à rejeição profissional, e especialistas salientam a importância de manter tudo isso em confidencial (o que inclui Linkedln), porque você nunca sabe qual reação podem ter seus superiores.

Dicas valiosas: Como se comportar em uma entrevista de emprego