pop

Curiosidades sobre filmes brasileiros

filmes nacionais

De tempos em tempos, o cinema brasileiro ressurge com força, levando cada vez mais públicos às salas de exibição. Responsáveis pela retomada da força de longas-metragens nacionais, muitas obras chegam a conter fatos curiosos envolvendo suas produções. Conheça alguns deles a seguir:

tropa de elite

"Tropa de Elite"

Um dos filmes nacionais de maior sucesso da história, o longa-metragem policial estrelado por Wagner Moura dividiu opiniões de público e crítica, mas, por sua força, nunca chegou a ser ignorado. Dirigido por José Padilha, o filme custou cerca de R$ 10 milhões e causou polêmica antes de ser lançado, já que cópias da obra eram vendidas em camelôs semanas antes de sua estreia nas telonas.

cidade de deus

"Cidade de Deus"

Sucesso no Brasil e no exterior, o filme dirigido por Fernando Meirelles agradou em cheio o público e a crítica com sua história fascinante e seu ritmo peculiar. Paulo Lins, o autor do livro em que foi inspirado o longa-metragem, passou 8 anos pesquisando e entrevistando pessoas da comunidade antes de lançar a obra. Orçado em R$ 3 milhões, o filme contou com 2.600 figurantes.

o homem que copiava

"O Homem Que Copiava"

Estrelado por Lázaro Ramos e Luana Piovani, o modesto filme  do diretor Jorge Furtado demorou cerca de 5 anos para ter seu roteiro finalizado. Sua produção, porém, foi uma das mais rápidas do cinema nacional. Ele foi rodado em apenas 43 dias e teve uma pequena equipe de 80 pessoas.

o bem amado

"O Bem Amado"

O filme de 2010 foi todo filmado em Marechal Deodoro (AL) e, dos 48 mil habitantes da região, 10% participaram das gravações como figurantes. Por causa do grande calor, em um único dia, a produção do longa-metragem consumiu mais de 1.500 copos de água.

carandiru

"Carandiru"

Baseado no livro "Estação Carandiru", de Dráuzio Varella, o filme relata a história verídica do presídio mais famosos do Brasil, construído em São Paulo. O travesti Lady Di, um dos personagens principais da obra, rendeu ótimas críticas a seu intérprete, Rodrigo Santoro, que abriu mão da fama de galã e conquistou o papel após disputá-lo com outros 10 atores, incluindo um travesti de verdade.