glam

Casamento à distância: como organizar?

casamento distancia planejar

Muitos casais optam por se casar fora de suas cidades. As razões podem ser muitas: desde o desejo de realizar a cerimônia em suas cidades natais até o de se casar no lugar dos sonhos, como numa bela praia ou no campo. No entanto, concretizar essa ideia pode não ser a mais simples das tarefas – ou a mais barata.

Leia também:

Organizando o casamento: veja o planejamento mês a mês

Músicas de casamento: conheça quais são as mais pedidas

Madrinhas com o mesmo vestido é tradição nos EUA

Segundo Ana Mello, a diretora de operações do Mecasar, site especializado em organização online de casamentos, a principal dificuldade dos noivos para organizar casamento à distância é não conseguir visitar os fornecedores ou, em alguns casos, sequer ter referências sobre eles de outras pessoas que utilizaram o mesmo serviço. Ela diz que, neste momento, a internet pode ser uma grande aliada, tanto para a comunicação com as empresas contratadas como para a troca de informação entre consumidores, já que muitos fornecedores disponibilizam em seus portais espaços para comentários e críticas dos clientes, além, é claro, de páginas nas redes sociais.

Mesmo com a internet facilitando muito a vida dos noivos, Ana diz que alguns serviços têm de ser avaliados pessoalmente e, por isso, é necessário que o casal faça, ao menos, duas viagens à cidade onde ocorrerá o evento. "A primeira pode ser feita de seis a oito meses antes do casamento. É quando os noivos vão decidir e fazer a reserva do salão, dar uma olhada em hotéis próximos e fazer degustação de alguns buffets, bem como de bolos e docinhos. Para isso, eles já precisam ter dois ou três fornecedores em mente e o orçamento em mãos", orienta Ana. "A segunda viagem, que deve acontecer de dois a três meses antes do casamento, será destinada à prova de cabelo e maquiagem da noiva e também para que o casal acerte os últimos detalhes da decoração e deguste o cardápio escolhido", diz.

[[{"fid":"","view_mode":"default","fields":{"format":"default","field_file_image_description[und][0][value]":""},"type":"media","link_text":null,"attributes":{}}]] A internet é uma grande aliada dos casais que planejam o casamento à distância. Crédito: Shutterstock

Veja os principais itens que devem ser considerados:

Decoração

"É interessante que os noivos enviem às empresas exemplos de decorações que gostam para que elas montem um projeto. A partir daí, existe um sistema aceito que é o de fazer a prova de um dos arranjos pela qual os noivos pagam. Caso o contrato seja fechado, o valor é abatido do pacote. No caso da organização à distância, se noivos não puderem ver o projeto e as provas pessoalmente, cabe ao fornecedor fotografá-los", explica Ana.

Fotografia e filmagem

É um dos serviços que podem ser contratados na cidade local dos noivos. Isso porque, geralmente, os profissionais se colocam à disposição para viagens, já que os equipamentos são simples de carregar – diferente do serviço de buffet, por exemplo. Desta forma, o casal consegue fazer os ensaios fotográficos prévios sem ter de se locomover até a cidade do casamento.

Cabelo e maquiagem da noiva

Pode ser contratado tanto na cidade local quanto na do evento. Mas é importante ter em mente que a noiva pode precisar da ajuda dos profissionais durante a cerimônia, seja para fazer a troca de penteado ou para eventuais retoques. Portanto, é preciso que a equipe não só viaje até o local como permaneça lá durante todo o evento.

Acomodação e transporte

Segundo Ana, um casamento à distância acaba saindo mais caro por conta dos gastos extras com locomoção e hospedagem. "No caso da acomodação dos convidados, os noivos têm duas opções: eles podem reservar os hotéis mais próximos ao evento e arcar com todas as despesas ou podem deixar que os convidados decidam qual hotel ou pousada é mais adequado à sua condição e paguem por sua própria hospedagem", afirma. "No entanto, na segunda situação, é muito bacana da parte do casal que envie aos convidados uma pré-seleção de locais para hospedagem com, no mínimo, três opções: uma barata, uma de preço médio e uma de valor mais alto", completa.

[[{"fid":"","view_mode":"default","fields":{"format":"default","field_file_image_description[und][0][value]":""},"type":"media","link_text":null,"attributes":{}}]] Muitos casais optam por se casar na praia ou outros locais paradisíacos. Crédito: Shutterstock

O mesmo ocorre para o transporte. Caso o evento seja realizado em um local muito distante e, claro, os noivos tenham condições para isso, vale contratar um voo particular, ou parte de um, para levar todos os convidados. "É um serviço muito semelhante ao que as operadoras já realizam para pacotes de feriado e com o qual já têm bastante experiência, portanto sabem calcular o percentual de desistência, etc.", explica Ana. Na cidade do evento, os noivos ainda podem optar por contratar serviços de micro-ônibus ou deixar o transporte por conta dos convidados.

Uma terceira opção é realizar o evento no próprio hotel, pousada ou resort. Muitos oferecem pacotes fechados para casamentos.

Chegada dos noivos

"É importante que os noivos cheguem na cidade com, no mínimo, cindo dias de antecedência para acompanhar toda a preparação, avaliar se tudo está dentro do planejado e para que, no dia da cerimônia, já estejam estabilizados, bem adaptados e não deixem a ansiedade tomar conta", afirma Ana.