Queda de cabelo feminina: anabolizantes intensificam problema

queda cabelo 1
Thinkstock

Estresse, hormônios, químicas e a genética estão entre as causas da queda de cabelo feminina. Mas não só. Segundo a dermatologista Paula Periquito Cosenza, o uso de hormônios masculinos por mulheres, conhecidos também por anabolizantes, pode intensificar a queda dos fios.

Veja também:

Lua influencia para cortar o cabelo?

Máscaras capilares: escolha a ideal para o seu tipo de cabelo!

Dieta para os cabelos: descubra

Causas da queda de cabelo

A genética é a causa mais conhecida da calvície feminina. O problema é passado de mãe para filha e a característica predominante é o cabelo ralo. "Geralmente em casos de queda de cabelo por causa genética o cabelo cai e o couro cabeludo fica a mostra. O cabelo fica ralinho no topo da cabeça", explica a especialista.

Alterações hormonais como as ocorridas no pós-parto ou após cirurgias, tratamentos químicos com produtos alisantes e restrição alimentar também são causas frequentes da perda de cabelo. Isto porque há alteração hormonal, enfraquecimento do couro cabeludo ou deficiência de ferro, elemento importante para a constituição do fio.

Anabolizante faz cair cabelo

[[{"fid":"","view_mode":"default","fields":{"format":"default","field_file_image_description[und][0][value]":""},"type":"media","link_text":null,"attributes":{}}]] Crédito: Thinkstock

Mas, além das causas conhecidas, a dermatologista alerta para o uso de anabolizantes. Segundo ela, a aplicação de hormônios masculinos como a testosterona pode acentuar a queda de cabelo. "O hormônio masculino pode fazer o cabelo cair. A mulher pode inclusive ficar com entradas na frente como os homens", alerta a especialista.

Cuidados e tratamento

Para o problema de origem genética, o tratamento é permanente. "O tratamento para a alopecia é contínuo. A gente entra com medicação via oral e alguns produtos que estimulam o couro cabeludo, mas se o tratamento é interrompido, o cabelo volta a cair", explica Paula.

Para os outros casos, a solução é alimentar-se melhor, fazer reposição vitamínica e ter paciência até que os fios voltem a crescer. Além disso, também é possível fazer tratamento a lazer com led de luz vermelha, técnica que estimula o crescimento do cabelo.