Cabelos brancos antes dos 30 anos

cabelo branco mulher
Thinkstock

Um belo dia você acorda, penteia os cabelos e dá um grito! Você não tem nem 30 anos e já apareceram os primeiros fios brancos na sua cabeça! O que fazer? A terapeuta capilar e cosmetóloga Sheila Bellotti explica por que cada vez mais mulheres jovens estão passando pelo que muitas consideram um pesadelo.

Leia também:Famosas chiquérrimas que assumiram os cabelos brancosCortar as pontas faz o cabelo crescer mais rápido mesmo ou é mito?Cabelo tingido: 3 truques de mestre para a cor durar mais

[[{"fid":"118916","view_mode":"default","fields":{"format":"default","field_file_image_alt_text[und][0][value]":"","field_file_image_title_text[und][0][value]":"","field_file_image_copyright_overriden[und][0][value]":"Thinkstock","field_file_image_description[und][0][value]":"","field_link[und][0][title]":"","field_link[und][0][url]":"","field_file_image_id[und][0][value]":""},"type":"media","attributes":{"style":"font-size: 13.0080003738403px; line-height: 1.538em; width: 333px; height: 400px; float: left;","class":"media-element file-mainslide"},"link_text":null}]]"Existem pessoas que têm tendência a ter mais cedo e outras mais tarde, mas todas terão. Com o passar dos anos, as células sofrem um processo chamado apoptose, que é a morte da célula que produz a melanina - pigmento que dá a cor aos pêlos e à pele. A morte desta célula, o melanócito, é programada pela genética de cada um", analisa ela.

Mas fios brancos aos vinte e poucos anos não é nada legal, não é? Pois é... Mas, segundo Sheila, não há muito a fazer. Se o fio já perdeu a melanina, só há duas opções: pintar ou assumir. O grande vilão por trás do embranquecimento pode ser, adivinhem?, ele mesmo: o estresse!

"Quando descartamos a questão genética, partimos para uma anamnese (uma entrevista com questões sobre a saúde do paciente) e, a partir daí, um trabalho multidisciplinar para detectar o que tem que tratar: estresse, trauma".

São as mulheres as maiores vítimas da caninice - perda da coloração dos fios. Sheila explica que o estresse auxilia na queima da melanina, fenômeno que pode acontecer também em outras partes do corpo e que dá origem a outras doenças, como o vitiligo, por exemplo.

Mas, pelo menos em alguns casos, o tratamento correto pode até recuperar a cor do fios, que voltam a crescer com a pigmentação inalterada. "Não tem como fugir muito disso. O jeito é coloração, psicólogo e tentar diminuir o estresse", conclui a terapeuta capilar.