Uso de protetor solar nos lábios evita rachaduras e envelhecimento

protetor labial cuidados

Proteger os lábios é tão importante quanto proteger o rosto ou o corpo, especialmente por se tratar de uma região muito sensível e que precisam de atenção especial. Todo o mal que as radiações UV causam na pele, são ainda maiores nos lábios. E outros fatores externos, como vento e frio, também prejudicam. Por isso a recomendação do dermatologista Valcinir Bedin, diretor da Sociedade Brasileira de Medicina Estética, em São Paulo, é que mesmo nos dias em que não haja sol os lábios devem ser protegidos. Em especial o inferior, pois fica muito exposto e sofre mais com as radiações solares por causa da sua localização topográfica. "O ideal é que o protetor labial seja usado todos os dias, de duas a três vezes ao dia, mais o reaplique todas as vezes em que forem lavados ou molhados e também quando ingerir líquidos, pois a ação costuma remover o protetor", afirma.

Leia também:

Acerte no protetor solar

Peles com sardas são mais sensíveis ao sol

Sem protetor, cabelo perde duas vezes mais proteínas

O não uso do protetor pode causar diversos danos. "O primeiro e mais evidente é o envelhecimento. Além disso, eles podem rachar, ressecar e criar feridas. Também é comum o surgimento da queilite actínica, que é um processo pré-maligno, podendo levar a um tumor de pele. Para aqueles que têm herpes labial, a aplicação do protetor é essencial", explica.

O fator de proteção solar (FPS) deve ser entre 15 e 30, inclusive no inverno, pois também atua  como um hidratante ou umectante, prevenindo as rachaduras causadas pelo frio. Caso as rachaduras já tenham aparecido, cremes com vitaminas e recuperadores de pele podem ajudar e amenizar bastante o problema. Mas dependendo da extensão, o recomendado é consultar um médico especialista. Para as mulheres que não abrem mão dos batons, a dica é escolher os que tenham proteção solar.

No vídeo, maquiador ensina receita caseira para hidratar os lábios: -->