Manicure explica a diferença entre acetona e removedores de esmaltes

acetona removedor esmalte

Unhas enfraquecidas, manchadas e mãos ressecadas podem ser um sinal de que você está retirando o esmalte da forma errada. Ou melhor, com o produto errado. Muita gente nem se dá conta se está usando acetona ou removedor de esmaltes.

Leia também:

Mitos e verdades sobre unhas

Fungos e bactérias fazem das unhas a parte mais contaminada do corpo

Tirar cutículas pode te deixar vulnerável a infecções

A manicure Flávia Galvão, do salão Werner Dias Ferreira, no Rio, explica que uma das diferenças mais acentuadas entre os produtos é o cheiro forte da acetona. "Além disso, ela resseca a sensível pele das mãos e, muitas vezes, deixa a unha manchada e enfraquecida. Já o removedor de esmaltes é considerado a "evolução" da acetona, não é um produto tão forte, pois não possui acetona na fórmula e, por isso não causa alergias nem ressecamento", afirma.

Outra opção são os lenços umedecidos, que possuem tamanho ideal para serem levados na nécessaire para qualquer emergência. "O ponto negativo é que eles são mais oleosos que as acetonas e os removedores de esmalte. Você vai precisar lavar as mãos após a aplicação", orienta.

A recomendação da manicure é usar sempre o removedor de esmaltes, por não causar alergias nem ser muito oleoso. Outra dica é dar um intervalo de ao menos 24 horas entre o dia que tirou o esmalte e o dia que vai voltar ao salão. "Isso vai fazer bem para a unha", garante.