glam

Depilação profissional: descubra o método ideal para você

depilacao profissional depilacao tirar pelo 162577925
Thinkstock

Eliminar os pelos é um dos problemas da maioria das mulheres, principalmente em algumas regiões, como é o caso da depilação íntima. Para as mulheres que tem preguiça de fazer depilação em casa, há métodos profissionais como laser, fotodepilação e depilação com linha que são uma ótima opção de acabar com os pelos indesejados. Veja quais as vantagens e desvantagens de cada tipo de depilação profissional.

Leia também

Depilação antes da praia pode causar ardência e criar bolinhas vermelhas

Pelos encravados  podem causar foliculite, cistos, e até necessidade de cirurgia

Tratamentos à laser rejuvenescem, tiram manchas e pelos do rosto

Laser

Para eliminar o pelo, é usada uma luz que atinge o centro germinativo do folículo do pelo. "O laser deve estar em um comprimento de onda ideal para atingir o coração do centro germinativo e danificar o local", explica a dermatologista Daniela Landim.

Segundo a especialista, esse método não é eficiente com pelos claros e peles negras. "O alvo do laser é a melanina, que dá cor à pele e aos pelos. Pelos claros não são "identificados" pela máquina pela pouca quantidade de melanina, enquanto na pele negra o problema é que a luz não vai conseguir distinguir a melanina do pelo com a da pele", explica.

O processo é dolorido e demora algumas sessões para apresentar um resultado satisfatório. De acordo com a dermatologista, o pelo tem três fases de crescimento e para atingir o centro germinativo nas três fases é preciso fazer algumas sessões. O método a laser pode ser feito em qualquer área do corpo.

Fotodepilação

[[{"fid":"","view_mode":"default","fields":{"format":"default","field_file_image_description[und][0][value]":""},"type":"media","link_text":null,"attributes":{}}]] O laser pode ser usado em todas as áreas do corpo / Crédito: Thinkstock

A fotodepilação por luz pulsada intensa (IPL) é um método no qual o aparelho, sensível à melanina, destrói o pelo desde as células germinativas até as pontas. "Com sessões progressivas dafotodepilação, o pelo fica mais fraco e passa a crescer em menos quantidade e mais fracos", explica diretora da Rede Não+Pêlo, Janete Cozer.

A fotodepilação pode eliminar até 85% dos pelos e só não é indicada para áreas onde o disparador de luz possa alcançar diretamente os olhos, como sobrancelha, ou nas regiões de mucosas. Segundo Janete, o método não é indicado para pessoas com patologias cutâneas, diabetes tipo 1, com histórico de câncer de pele, grávidas, menores de 13 anos e que tenham feito algum tipo de cirurgia recentemente. Uma vantagem desse método de luz pulsada intensa é o sistema de refrigeração do equipamento, que proporciona um efeito anestésico, o que garante um processo indolor ou quase indolor.

[[{"fid":"","view_mode":"default","fields":{"format":"default","field_file_image_description[und][0][value]":""},"type":"media","link_text":null,"attributes":{}}]] A depilação com linha é um método que não usa química / Crédito: Thinkstock

"A diferença da luz pulsada para o laser é o alcance e a intensidade. A luz pulsada tem um comprimento de onda maior, e por isso atinge várias áreas do folículo só que de maneira menos intensa, enquanto o laser vai direto no centro germinativo", explica a dermatologista Daniela.

Depilação com linha

Técnica milenar que nasceu no Eito, a depilação com linha pode ser feita por qualquer pessoa já que não utiliza produtos químicos. "A depilação com linha ajuda a enfraquecer os pelos e reduz seu crescimento", explica Diana Cavalcanti, depiladora do Studio W Iguatemi. O método utiliza apenas uma linha de costura 100% algodão e soro fisiológico, para passar na pele e na linha antes da sessão. Não é um método indolor, contudo é um tipo de depilação que preserva a queratina natural da pele.

Quer saber mais sobre fotodepilação? Assista ao vídeo que mostra uma sessão do método: