glam

Como saber se um produto foi testado em animais?

testes em animais como saber
Thinkstock

Os maus-tratos a animais é um assunto que vem, cada vez mais, ganhando notoriedade na mídia e provocando reações negativas na população. É de conhecimento geral que muitas marcas de cosméticos realizam testes em animais, como ratos e coelhos, para observar os resultados e possíveis reações adversas.

Leia também:

Entenda o vegetarianismo

Saiba mais sobre o veganismo

Vegetarianismo: um estilo de vida

Com exceção das empresas que declaram publicamente sua política de não crueldade, muitas não expõem seu posicionamento sobre o assunto, o que dificulta a busca pelas marcas ecologicamente viáveis. Existem também algumas opções, ainda que raras, de cosméticos vegan, que não só não são experimentadas em bichos como também são livres de matéria-prima de origem animal.

Como posso me informar?

Existem duas maneiras de descobrir se um produto foi testado em animais. O primeiro deles é ligando para o telefone gratuito disponibilizado pelas empresas para sanar dúvidas de consumidores a respeito de seus produtos. A maioria delas indica este número na própria embalagem.

O segundo método é checando a relação das empresas chamadas "cruelty free" (sem crueldade), que é disponibilizada por algumas organizações não governamentais. Certifique-se de checar uma fonte confiável, como o PEA (Projeto Esperança Animal), que indica quais empresas nacionais não promovem testes em animais, ou a PETA (People for the Ethical Treatment of Animals), que disponibiliza as listas atualizadas das multinacionais que testam seus produtos em bichos (link em inglês), bem como das que são cruelty free.

[[{"fid":"","view_mode":"default","fields":{"format":"default","field_file_image_description[und][0][value]":""},"type":"media","link_text":null,"attributes":{}}]] Nos sites do PEA e da PETA é possível consultar as empresas que não realizam testes em animais (Reprodução)

Empresas que não fazem testes em animais

Algumas das companhias nacionais com política de não crueldade são*:

  • Água de Cheiro
  • Bioderm
  • Contém 1g
  • Davene
  • Éh Cosméticos
  • Embelleze
  • Eudora
  • Farmaervas
  • Granado
  • Impala
  • Jequiti
  • Koloss
  • L´aqua di Fiori
  • Leite de Rosas
  • Nativa Biocosméticos
  • Natura
  • O Boticário
  • OX
  • Quem Disse Berenice
  • Racco
  • Vult
  • Ypê

*Fonte: PEA, consultado em outubro de 2013.

Caso dos Beagles do Instituto Royal

[[{"fid":"","view_mode":"default","fields":{"format":"default","field_file_image_description[und][0][value]":""},"type":"media","link_text":null,"attributes":{}}]] Fotos mostram o momento em que os animais foram resgatados pelos ativistas. Crédito: Reprodução/Folhapress

Cerca de 200 cachorros da raça beagle que eram usados para testes farmacêuticos pelo Instituto Royal foram salvos por um grupo de ativistas em São Roque (59 km de São Paulo). Ratos também são usados nos testes deste instituto, que é investigado pelo Ministério Público de São Paulo após denúncias de maus-tratos aos animais. As fotos são da Folhapress e o resgate aconteceu na madrugada de 18 de outubro de 2013.

Alguns animais estavam mutilados ou tinham tumores, segundo os ativistas.  Além da unidade em São Roque, o Instituto Royal também possui sede no Rio Grande do Sul. Segundo matéria do site do jornal Folha de S.Paulo, o Instituto Royal diz que os animais passam por no máximo 90 dias de testes.

Por que os testes foram feitos em beagles?

Parte dos testes são feitos com cães beagle porque essa é uma raça usada há muitos anos em pesquisas, o que faz com que existam mais relatos científicos sobre os resultados para estudo. Outro fator é que a raça é pura, não sofrendo variações genéticas, além de ser dócil.

Testes em cães são permitidos por lei?

As normas internacionais permitem o uso de cães em pesquisas. Em alguns casos, pelo padrão internacional os animais são eutanasiados para que os laboratórios possam analisar quais foram os efeitos dos experimentos em seus organismos. Nos casos de animais que não precisam passar por eutanásia, eles são enviados para adoção após os testes.