mulher

Teste de farmácia tem acerto de 70% a 95%

teste gravidez shutterstock 46308439
TESTE GRAVIDEZ shutterstock_46308439

Mariana Bueno

Do Bolsa de Bebê

A menstruação atrasa um dia e logo já começa a ansiedade – boa para quem está planejando um bebê, mas desesperadora para quem foi pega de surpresa. Para confirmar a suspeita e acabar logo com a angústia, muitas mulheres recorrem aos testes de farmácia, que detectam a presença do hormônio da gonadotropina coriônica (hCG) na urina. A ginecologista Viviane Lopes, coordenadora do setor de ultrassonografia do Femme Laboratório da Mulher, explica que este hormônio é produzido pela mulher quando está grávida, exceto em casos raros, como alguns tumores ou determinados medicamentos para a fertilidade que contêm o hormônio, por exemplo."A sensibilidade desses testes para detectar gravidez é mais baixa no início da gestação, pois é preciso uma quantidade moderada deste hormônio para ser detectado. Alguns testes são mais sensíveis e detectam frações muito pequenas do hCG e dão diagnóstico de gravidez até mesmo dois dias antes do atraso menstrual. Contudo, para ter um resultado confiável, o ideal é que sejam realizados apenas após o atraso menstrual, pois a mulher pode estar grávida, mas em um estágio muito precoce e o teste pode apresentar um falso resultado negativo", explica.

Como cada teste tem uma forma diferente de utilização, é necessário ler atentamente as instruções de cada um."Dependendo da marca, um teste pode ser mais sensível que o outro. Infelizmente as embalagens não costumam especificar a sensibilidade do exame. Os mais sensíveis detectam mais precocemente a gestação e normalmente são mais caros, mas isso não é necessariamente regra", diz.

O acerto no diagnóstico de gravidez através do teste de urina varia entre 70% a 95%. Se o resultado for positivo, muito provavelmente a mulher está grávida. Para avaliar a evolução desta gravidez, se é favorável ou não, a ginecologista recomenda dosar a quantidade do beta hCG no sangue da mãe para verificar quais são os seus níveis e se estes níveis estão aumentando com o passar dos dias (que é o que se espera), ou realizar uma ultrassonografia transvaginal com 10 a 15 dias de atraso menstrual para tentar detectar clinicamente a gestação. "É muito difícil um teste, seja de sangue de urina, ser falso positivo. Na maioria das vezes em que um teste dá positivo e a mulher menstrua ou não ocorre a gestação clínica, ocorre um início de gravidez com produção do hCG, mas esta gestação não evolui com formação de saco gestacional e embrião. Ou seja, os testes de sangue ou urina são positivos, mas não há sinais clínicos de gravidez", esclarece.

A ginecologista destaca ainda a importância de lembrar que cada organismo funciona no seu ritmo e, quase sempre, não sabemos ao certo o dia exato da ovulação. A ovulação pode ocorrer até cinco dias antes ou depois do previsto e a nidação (fixação do embrião no útero) ocorre entre sete a 10 dias após a ovulação. Pode ser que naquele mês você tenha ovulado mais tarde, e então a fabricação do hormônio, em caso de gravidez, também acontecerá mais tarde. Se a menstruação não vier, e o teste de sangue ou urina der negativo e você não menstruar, aguarde mais alguns dias e tente de novo. E não deixe de marcar uma consulta com seu ginecologista.

Leia também: 

Gravidez semana a semana: veja o que ocorre com mãe e bebê

Entendendo seu corpo: período fértil

Especialista esclarece 10 principais dúvidas sobre o ultrassom

As 10 maiores dúvidas sobre ovulação