mulher

Na fila de adoção desde 2014, "grávida do coração" faz ensaio lindo para receber filho

ensaio adocao capa2
Crédito: Divulgação / Igor Santos

Leitora do Bolsa de Mulher, Priscila Pas é psicóloga e, junto com se companheiro Elias, está na fila de espera para adotar uma criança. Diferente de muitas famílias, o casal não tentou nenhum tipo de tratamento para engravidar antes de optar pela adoção. A história é um exemplo de amor de mãe e pai para filho sem limites e características específicas. E foi exatamente para deixar isto registrado que a família resolveu fazer um ensaio do que chamam de "gestação do coração". "Eu quero que meu filho ou minha filha saiba que era esperado e amado antes mesmo de pertencer a nossa família oficialmente", conta a mãe em entrevista exclusiva ao Bolsa de Mulher.

Veja também:Dúvidas sobre adoção: como funciona o processo20% da população em idade reprodutiva tem problema de fertilidadePapais e mamães famosos que adotaram crianças

Casada desde 2006, Priscila conta que sempre fez parte de seus sonhos adotar uma criança. Ao conhecer Elias, a intenção virou plano. "Quando conheci meu marido, comentei que queria ter filhos biológicos e também adotivos e, para minha surpresa, essa também era uma pretensão dele. Então, desde o começo nós sonhamos isso juntos", diz.

Dificuldade pra engravidar

Após completar dois anos de casados, o destino fez com que o casal readequasse os planos. E eles encararam a mudança de braços abertos e muito positivos. "Eu tentei engravidar, mas não conseguia. Então, descobrimos que os dois iam precisar de tratamentos hormonais. Foi nesse momento que refizemos o plano A e decidimos entrar a fila de adoção. Nós substituímos o desgaste psicológico e o gasto de tempo e dinheiro por outra possibilidade. Eu não queria ser mãe biológica ou mãe adotiva. Eu queria ser mãe", enfatiza.

Adoção

ensaio adocao capa
Crédito: Arquivo Pessoal / Igor Santos

Sem procurar tratamento para engravidar, mas também não usando métodos contraceptivos, Priscila esperou até 2013 para que pudesse terminar a graduação. Assim que concluiu, decidiu que era a hora de dar entrada ao processo. "Nós fomos à vara da infância e juventude, entregamos os documentos, fizemos entrevistas com assistentes sociais e psicólogos, fizemos um curso obrigatório e traçamos um perfil de criança", conta.

Ensaio fotográfico de mãe adotiva

Foi após entrar oficialmente para a fila que a psicóloga teve a ideia do ensaio fotográfico de grávida. "Eu quis deixar registrado o quanto meu filho é amado e esperado mesmo antes de chegar. Eu estou esperando ansiosamente o dia de conhecê-lo, como uma gravidez mesmo, mas do coração, que não tem prazo definido, que pode durar meses ou anos", comenta.

Mas, para Priscila o ensaio também tem outros valores. "Eu quero também mostrar que a espera da adoção pode ser bonita como uma gestação. A gente espera, sente medo, fica inseguro. É preciso incentivar outros casais e mostrar que não é uma alternativa para quem não pode ter filhos, mas sim mais uma forma de tê-los", explica.

Fotos do ensaio da gravidez do coração

Com apoio do fotógrafo Igor Santtos, a psicóloga, que alimenta uma página com informações sobre adoção, fez o ensaio e pretende, após a chegada do esperado filho, refazê-lo, desta vez com a família completa.

ensaio adocao 1
Crédito: Arquivo Pessoal / Priscila Pas / Fotógrafo Igor Santos

Casal queria, desde sempre, adotar uma criança.

ensaio adocao 2
Crédito: Arquivo Pessoal / Priscila Pas / Fotógrafo Igor Santos

Ao se deparar com problemas de fertilidade, optaram por não fazer tratamentos.

ensaio adocao 3
Crédito: Arquivo Pessoal / Priscila Pas / Fotógrafo Igor Santos

Na fila desde o ano passado, Priscila diz que não quer ser mãe adotiva ou mãe biológica. Quer ser mãe.

ensaio adocao 4
Crédito: Arquivo Pessoal / Priscila Pas / Fotógrafo Igor Santos

O casal espera o filho cheio de ansiedade e medo como qualquer pai e mãe de primeira viagem.

ensaio adocao 5
Crédito: Arquivo Pessoal / Priscila Pas / Fotógrafo Igor Santos

A única diferença, segundo Priscila, é que a gestação pode durar meses ou anos.

ensaio adocao 6
Crédito: Arquivo Pessoal / Priscila Pas / Fotógrafo Igor Santos

Para registrar o amor pelo filho ou filha que ainda não chegou, o casal fez um ensaio da gravidez do coração.