Alimentos ácidos são arma contra enjoos

gravida sxc
Grávida

Fernanda Camargo

Do Bolsa de Bebê

Sentir enjoo no início ou durante a gravidez é algo muito comum na vida das mulheres. A ginecologista, obstetra e diretora médica da Plena Clínica, Dra. Denise Conde Fernandes Gomes, explica por que isso acontece.

Leia também:

Rumo à maternidade

Homens engordam mais de 10 quilos após nascimento do filho

Ajude o espermatozoide a chegar mais rápido ao óvulo

"Os enjoos são provocados principalmente pelas alterações hormonais que ocorrem na gestação, em especial pelos altos níveis de progesterona, hormônio feminino que fica em altas concentrações sanguíneas nesta fase, e pelo hormônio gonadotrofina coriônica, produzida desde o início da fecundação", diz.

A Dra. Denise comenta que a maioria das mulheres começa a sentir enjoo no primeiro trimestre da gestação, ou seja, até a 12ª semana. "Depois dessa fase, a ânsia tende a ser eventual, na dependência de como se alimenta", afirma. Por isso, é preciso ficar atenta com alguns alimentos que estimulam esse mal-estar. "Os muito temperados, gordurosos, frituras, e derivados de leite são os que mais frequentemente provocam as náuseas. Alimentos ácidos e cítricos, como abacaxi, limão, laranja, ou secos como biscoito água e sal e polvilho, tendem a ajudar", indica.

O stress e a ansiedade podem ser vilões quando o assunto é o enjoo. "O status emocional da gestante influencia bastante na sua síntese hormonal e no seu metabolismo, o que pode favorecer ou não os enjoos. O ideal é a mulher inicialmente conhecer as fases da gestação, entender as mudanças que irá sofrer, saber como evitar os sintomas ruins e buscar alguma atividade prazerosa que reduza o stress e a ansiedade".

Também há mulheres com uma maior predisposição em sentir as náuseas. A especialista conta que as que já tiveram algum tipo de patologia gástrica, as muito ansiosas ou as que não estejam aceitando bem a gestação tendem a enjoar mais que as restantes.

Para amenizar esse momento, veja as dicas que a Dra. Denise recomenda:

- Evitar o jejum prolongado;

- Começar o dia comendo algo saudável;

- Alimentar-se a cada 2 ou 3 horas;

- Comer em pequenas porções, evitando refeições volumosas;

- Evitar alimentos que não te apeteça;

- Procurar não ingerir líquidos juntamente com sólidos, apenas 1 hora após a refeição;

- Não fumar;

- Evitar o stress e ansiedade;

- Praticar atividades físicas regulares;

- Dormir uma boa noite de sono.