mulher

Diarreia é segunda maior causa de morte entre crianças com menos de 5 anos

diarreia crianca grave 2
Crédito: Thinkstock

Segunda maior causa de morte entre crianças com menos de 5 anos, de acordo com relatório produzido pela OMS (Organização Mundial de Saúde) em parceria com a UNICEF (Fundo das Nações Unidas Para a Infância), a diarreia pode até parecer um problema simples de ser resolvido. No entanto, se não tratada a tempo, a disfunção pode gerar graves consequências para a saúde infantil, podendo realmente matar.

Veja também:28 ideias INCRÍVEIS (e infalíveis) para fazer as crianças comeremDieta das avós influencia na saúde do bebêDicas fáceis para incluir frutas na alimentação das crianças

Meu filho está com diarreia: é grave?

O problema surge através da contaminação de alimentos ou utensílios – mamadeiras, chupetas, talheres ou brinquedos – e torna-se mais comum em regiões com situações de higienização precárias.

Mas, segundo Talita Poli Biason, médica responsável pelo laboratório Aché, é sempre importante estar atenta aos sinais da doença. Causada por vírus, bactérias ou parasitas, ela ataca a mucosa intestinal e causa desarranjo na hidratação corporal. "Os agentes causadores geram lesões na mucosa do intestino e podem alterar o funcionamento das células intestinais. Com isso, a pessoa desidrata e perde grande quantidade de sair minerais", explica.

Pode matar?

Como o sistema imunológico das crianças até os 5 anos ainda está se formando, elas pertencem a faixa etária mais afetada pela disfunção. Afinal, com um corpo menor e menos resistentes, desidratações severas podem causa graves consequências.  É exatamente a perda abrupta de líquidos que pode causar a desidratação intensa e levar a morte em casos não tratados da maneira correta e recomendada pelas diretrizes da OMS.

Diarreia aguda: sintomas

diarreria crianca grave 2
Crédito: Thinkstock

A diarreia - caracteriza pela excreção de fezes aquosas – geralmente tem mau cheiro e pode vir acompanhada de muco, sangue ou pus. Entre os sintomas perceptíveis estão:

  • Olhos sexo e fundo
  • Choro sem lágrimas
  • Perda da elasticidade da pele
  • Boca seca
  • Diminuição da urina
  • Vômito
  • Febre
  • Perda de apetite

Criança com diarreia: como tratar 

Segundo a especialista, a pior medida é tentar amenizar o problema fornecendo medicamentos que prendem o intestino. Além da hidratação oral intensa – com água, suco, isotônicos e outros líquidos – para repor os sais minerais perdidos, em caso de criança com diarreia os pais devem observar o quadro e procurar um pronto atendimento médico para investigação das causas.