mulher

Chupar o dedo: 5 dicas para incentivar a criança a abandonar o hábito

como fazer a crianca parar de chupar dedo 3

O hábito de chupar o dedo é comum em crianças pequenas já que, na primeira fase da vida, a sucção é um reflexo natural. No entanto, se esse hábito se prolonga pode ser prejudicial à saúde dos pequenos, já que pode interferir no crescimento dos dentes, no desenvolvimento dos ossos do rosto e até mesmo causar dificuldades de dicção. Confira cinco dicas para ajudar seu filho a se livrar da mania de chupar o dedo.

Leia também:Oferecer água após mamadeira é um dos cuidados com dentes das criançasRespirar pela boca pode fazer mal para a criançaChupeta prejudica dentes do bebê?

Como fazer a criança parar de chupar o dedo?

como fazer a crianca parar de chupar dedo 1
Thinkstock

Troque pela chupeta

Quando a criança é muito pequena, a sucção é um reflexo primitivo, então é normal que elas chupem o dedo. Nessa fase, é dica é oferecer uma chupeta, que é mais anatômica e menos agressiva à boca da criança. Além disso, é mais fácil cortar o hábito da chupeta do que do dedo, já que você pode negociá-la e tirá-la da visão da criança, que vai acabar se acostumando a ficar sem.

Deixe as mãos da criança ocupadas

Brincadeiras que distraiam a criança e ocupem suas mãos e mente vão colocar a necessidade de chupar o dedo de lado. Aposte em brinquedos de montar, por exemplo, que vão exigir mais concentração e, durante a brincadeira, converse com a criança, incentivando-a a parar de chupar o dedo.

Procure saber por que a criança faz isso

Muitas vezes, a mania é uma maneira da criança de encontrar conforto e segurança. Procure identificar se seu filho é ansioso e ofereça carinho e proteção para acalmá-lo. A partir dos dois anos, já é possível conversar com a criança sobre a situação, incentivando que ela exponha seus sentimentos e garantindo a ela que não há motivo para ficar ansiosa.

como fazer a crianca parar de chupar dedo 2
Thinkstock

Evite brigar por isso

Ameaçar com punições tende a piorar a situação, provocar mais ansiedade e medo e fazer com que a criança chupe o dedo com mais frequência. Seja firme ao dizer não, mas insista na conversa e no diálogo para fazer com que a criança largue o hábito.

Negocie horários

Com crianças a partir dos dois anos, que já tem compreensão maior, é possível negociar a situação fazendo, por exemplo, um jogo: a cada dia que ela ficar sem chupar dedo, ganha uma estrela prateada. No quarto dia, ganha uma dourada que vale um pequeno presente. Se ela não conseguir das primeiras vezes insista e não demonstre frustação – isso pode tornar o momento ainda mais difícil.