mulher

Dicas para controlar o uso da internet pelas crianças

crianca tablet computador internet
crianca-tablet-computador-internet

Tablets, smartphones, notebooks e computadores já fazem parte da rotina da grande maioria das crianças. Por conta disso, elas desenvolvem habilidades para usar esses aparelhos cada vez mais cedo. Eles podem ajudar, inclusive, no desenvolvimento, mas desde que usados da maneira certa. E, para evitar que as crianças tenham acesso a conteúdos inapropriados, é preciso que os pais sigam algumas orientações. Confira as dicas da Seekr, empresa especializada em monitoramento das redes.

Leia também

Usar tablet demais causa miopia em crianças

7 erros comuns na hora de educar os filhos

Como fazer criança acima do peso emagrecer?

  • Mantenha o computador em locais de fácil visualização, como salas e ambientes que várias pessoas circulam. Isso restringe o acesso a conteúdos não apropriados.

  • Nos computadores há opções de bloqueio de conteúdo. Com essas ferramentas é possível classificar as páginas que podem ser acessadas. Nas configurações, também habilite o histórico de navegação. Confira-o com frequência para saber por quais sites seu filho passou.

  • Postar fotos é uma tendência das redes sociais, mas a atitude expõe a vida dos usuários. É preciso que os pais limitem quais fotos e/ou vídeos podem ser publicados pelos seus filhos nas redes que ele possua.

  • Assim como é preciso restringir o horário para os estudos e o lazer, limitar as horas e o tempo gasto na internet é uma forma de educar a criança, além de aumentar o poder de controle dos pais, que podem se aproximar dos filhos nos horários definidos para a navegação na internet.

  • Nas redes sociais é possível restringir a visualização de conteúdo, por isso, é importante deixar os perfis pessoais disponíveis apenas para amigos e parentes.

  • É necessário observar na criança qualquer tipo de alteração de comportamento, como ansiedade, receio de que alguém mexa no computador ou permaneça por perto durante os acessos.

  • Hoje, não basta realizar o controle apenas nos computadores de casa. Celulares e tablets com acesso à internet também devem ser monitorados.