mulher

Como tratar machucados das crianças

como tratar machucados criancas 1
200299982-001

Durante as férias, as brincadeiras ao ar livre e em grupos são muito comuns e extremamente positivas para um desenvolvimento infantil saudável. Mas o período é também uma chance maior de surgirem pequenos machucadose ferimentos nas crianças. Nada grave, mas, se não houver os cuidados certos, pode haver infecções.

Leia também:

Atividades criativas para as crianças durante as férias

Como controlar o uso de vídeo game e TV nas férias

Sete erros comuns na educação dos filhos

O pediatra Marcelo Reibscheid, do Hospital e Maternidade São Luiz, diz que os pais não precisam se preocupar. "O ideal é ter tranquilidade para que a criança se sinta segura e deixe que sejam tomadas as devidas providências. O carinho e atenção também são elementos imprescindíveis nessa hora", afirma.

Dicas para cuidar dos ferimentos

[[{"fid":"","view_mode":"default","fields":{"format":"default","field_file_image_description[und][0][value]":""},"type":"media","link_text":null,"attributes":{}}]] Thinkstock

Além de higienizar bem as mãos, com água e sabão ou álcool gel, o médico diz que é importante manter a calma para conversar com a criança e acalmá-la em caso de choro. Na hora de limpar a ferida, é fundamental lavar o local com água e sabão até desaparecer qualquer sinal de sujeira ou corpo estranho, como terra ou grama. Em seguida, para garantir a boa limpeza do machucado, deve-se secar a região higienizada e desinfetar com um agente antisséptico, que combate rapidamente as bactérias.

Depois disso, é importante usar uma pomada antibiótica para prevenir ou tratar o início de possíveis infecções. Já os curativos são recomendados somente em locais que estão sujeitos ao atrito, como a dobra do cotovelo ou a sola dos pés. "Em alguns casos, fechar o ferimento pode tornar o local úmido, facilitando a proliferação de micro-organismos. A recomendação principal é deixar o ferimento aberto para que o local machucado se mantenha seco e a cicatrização aconteça de forma mais rápida", explica o pediatra. A recomendação para os curativos é trocá-lo pelo menos três vezes por semana ou sempre que ficar molhado.

Se houver sangramento pequeno, deve-se também lavar a região com água limpa e sabão neutro e, depois, comprimir com uma gaze ou pano limpo, fazendo uma leve pressão no local por alguns minutos. "Na maioria dos casos, o sangramento para após a compressão. Para proteger o machucado pode-se utilizar uma gaze limpa e esparadrapo ao redor da lesão", sugere.

Mas se a lesão for mais profunda ou houver cortes extensos, a limpeza primária pode ser feita regularmente e, ao notar-se presença de algum corpo estranho na feriada, um médico deverá ser consultado para orientar sobre a necessidade de realizar outros procedimentos, como os pontos, por exemplo.

Cicatrização de machucados infantis

A saída de pus ou de secreção amarelada é um indício de que o ferimento está infeccionado por bactérias. Nesse caso, é preciso manter os cuidados de limpeza e tratar a infecção com uma pomada antibiótica para matar as bactérias.

Durante o processo de cicatrização de ferimentos, é comum que casquinhas se formem sobre a pele machucada. Elas servem para proteção de pele e caem espontaneamente. "As crianças têm um ótimo mecanismo de cicatrização e, se for bem cuidado e não sofrer exposição excessiva ao sol, o ferimento não deixará nenhuma marca na pele", garante.