mulher

Febre em bebê e criança pode ser infecção e pede cuidados

febre do bebe como cuidar
febre-do-bebe-como-cuidar

Mariana Bueno

Do Bolsa de Bebê

febre em criança ou adultos é uma resposta do nosso organismo a uma agressão que esteja sofrendo. Sendo que, na grande maioria das vezes, pode indicar uma infecção causada por vírus ou bactérias e acometer qualquer sistema orgânico, como pulmões, intestino, rins, etc.

Leia também:

Significado do choro do bebê

Soluços em bebês. O que significam?

Rubéola: o que é, sintomas e tratamento

A febre nos recém-nascidos é pouco comum, por isso é de extrema importância procurar um médico se qualquer criança abaixo de três meses apresentar temperatura maior que 37,5º C. "Há risco de ser uma infecção adquirida ainda no período fetal ou neonatal e risco de agravamento do quadro já que, nesta idade, o bebê não possui imunidade completa", explica a pediatra Renata Labronici, professora da Faculdade de Medicina de Petrópolis.

Ela diz que os pais devem ficar atentos a sinais como febre muito alta ou rápida ascensão da temperatura, febre com duração maior que três dias ou que não cesse com os antitérmicos usuais, e quando a criança fica muito irritada ou muito apática ou não consegue se alimentar. Mas se a febre for baixa, com um estado geral bom e a criança se alimentando bem, não há porque se desesperar. "Qualquer dúvida que os pais tenham devem entrar em contato com o pediatra já que estes sinais podem ser difíceis de serem avaliados, principalmente em crianças pequenas", afirma.

Como cuidar da febre do bebê

A pediatra diz que, primeiramente, a temperatura deve ser medida corretamente, através de um termômetro calibrado e deixando-o pelo menos por três minutos em contato com a pele da axila. "Outros tipos de termômetros, como por exemplo o auricular, podem ser utilizados desde que sejam seguidas as instruções de uso de cada um", orienta.

Se a febre no bebê for maior do que 37,7º C, deve ser administrado remédio antitérmico conforme orientação do pediatra. Com a temperatura entre 37,0 e 37,7º C, se a criança não estiver muito hipoativa, pode-se tomar algumas atitudes para baixar a febre. São elas: tentar retirar cobertores e roupas quentes, dar banhos mornos (mais para frios) e colocar compressas em axilas, virilhas, pescoço e testa para abaixar a temperatura antes de administrar a medicação. "O tipo de antitérmico e a dose devem ser orientados pelos pediatras e os pais devem ficar atentos a sinais de reação alérgica caso seja o primeiro contato com a medicação", diz.

O que pode ser a febre?

Alguns sintomas podem estar associados à febre indicando qual seria a sua causa. Febre com tosse e coriza nasal, por exemplo, sugere uma infecção no aparelho respiratório, enquanto febre acompanhada de diarreia e vômitos sugere infecção intestinal. Porém, apenas o médico é capaz de fazer o diagnóstico através dos sinais e sintomas da criança, do exame clínico e, se necessário, de exames complementares.