Cicatriz da cesárea: como cuidar e diminuir marcas

cicatriz cesarea como cuidar eliminar
cicatriz-cesarea-como-cuidar-eliminar

Mariana Bueno

Do Bolsa de Bebê

O parto normal costuma ser mais indicado por ser melhor para o bebê e para a mãe. Porém, muitas mulheres precisam ou optam pela cesariana. Nesses casos, além da recuperação mais demorada e dolorida, um dos problemas é que a cirurgia pode deixar uma cicatriz. "A grande maioria das cesarianas atuais é feita com um corte na região do baixo ventre, o que significa que a cicatriz se estenderá horizontalmente bem na marca do biquíni, ou até um pouco abaixo", explica a dermatologista Christiana Blattner, da Dermatolaser, em Campinas (SP).

Leia também:

Tudo sobre parto: médica esclarece principais dúvidas

Abdominoplastia elimina barriga flácida

Cuidados pós-parto são mais simples do que parecem

Segundo ela, novas técnicas e cuidados médicos durante a cirurgia têm tornado a cicatriz da cesárea cada vez mais imperceptível, já que os cortes variam de 15 a 20 cm, dependendo do tamanho ou posição do bebê. E podem se apresentar de três formas: atróficas (finas), hipertróficas (elevadas, fibrosas, mas restritas ao local da lesão) e queloide (fibrosas com dimensão maior que a lesão), tendência maior nas pelas morenas, negras e orientais. "Qualquer trauma na pele irá desencadear o processo de cicatrização e o tempo de recuperação total varia muito. O local da incisão irá pouco a pouco começar a perder a cor avermelhada da cicatriz. Porém, o aspeto avermelhado permanece durante cerca de 6 a 12 meses, ou até um pouco mais, dependendo da resposta individual de cada um", diz.[[{"fid":"","view_mode":"default","fields":{"format":"default","field_file_image_description[und][0][value]":""},"type":"media","link_text":null,"attributes":{}}]]

Cuidados com a cicatriz pós-parto

Repouso inadequado, não uso da cinta cirúrgica e esforço físico são fatores que podem contribuir para o aparecimento das chamadas cicatrizes hipertróficas pós-cirúrgica, que ocorrem quando o processo de cicatrização é irregular, com desenvolvimento em excesso de tecido conjuntivo fibroso, fazendo ‘aderências’ que prendem a pele ao músculo e deixando-a com uma aparência disforme, podendo até fazer saliência na superfície.

"É importante seguir as orientações médicas para não correr o risco do corte se abrir. A cicatrização acontece em todos os tecidos do organismo, não só na pele. Trata-se de um bom processo de cura do corte, em todas as camadas atingidas", afirma a médica. O sol também deve ser evitado neste período, pois sua ação sobre a pele ferida, em processo de cicatrização, pode deixar a marca mais escura e evidente.

Como eliminar a cicatriz da cesárea

Felizmente, graças aos modernos tratamentos, técnicas e ajuda do laser, é possível amenizar muito as cicatrizes. "Além dos métodos tradicionais de infiltração e de betaterapia, tratamento que utiliza energia emitida por elétrons para prevenir a formação de queloide e cicatriz hipertrófica, podemos contar também com tecnologias avançadas para amenizá-las, tais como laser fracionado e laser vascular", diz.

[[{"fid":"","view_mode":"default","fields":{"format":"default","field_file_image_description[und][0][value]":""},"type":"media","link_text":null,"attributes":{}}]]

O laser fracionado atua emitindo microfeixes de luz e atingindo pontos bem específicos e profundos da pele, deixando a pele ao redor intacta e tornando a recuperação mais rápida.

Já o laser vascularpode ser utilizado tanto para manchas pós-inflamatórias de cicatrizes mais antigas, quanto para as mais recentes. "É sempre importante a avaliação e indicação médica antes do início do tratamento, para o correto diagnóstico e indicação do procedimento apropriado a cada um, dependendo da idade, tipo de pele, tipo de cicatriz, histórico anterior, herança genética, etc", alerta.

Quem tem uma cicatriz de cesárea mas pretende ter outros filhos, é melhor esperar para fazer um procedimento depois, quando já estiver decidida a não engravidar novamente.