mulher

Idealizar demais pode acabar atrapalhando o relacionamento

amor romantico mito

O sonho de encontrar o príncipe sempre foi a grande idealização feminina, traduzindo o tipo de amor perfeito que as mulheres buscam encontrar em suas vidas, com todo o romantismo que somente esta pessoa especial pode oferecer. Mas isso existe mesmo ou não passa de um mito que despertou e ainda desperta nas mulheres muitas ilusões e fantasias a respeito dos homens e do amor? "Penso que o amor romântico existiu, existe e sempre existirá. Mas essa idealização que gera as fantasias e as ilusões é o que deve ser questionado. Acredito que as situações imaginadas sobre o amor romântico acabam sendo as causadoras da ideia de que ele não existe", diz a especialista em comportamento feminino Ramy Arany.

Leia também:

Acreditar nos romances da televisão pode comprometer a relação

Quem disse que amor de verão não sobe a serra?

Falta de diálogo? Birras? Veja os erros mais comuns que os casais cometem

Ela explica que é comum encontrar mulheres que, assim que conhecem um homem para se relacionarem, já começam a processar expectativas e a estabelecerem objetivos a serem vividos numa possível relação amorosa. "As mulheres sonham com comportamentos e situações românticas onde se veem sendo tratadas como a mulher ideal. Na realidade idealizam aquilo que elas pensam que deveria acontecer num relacionamento perfeito e transferem isso para a relação, projetando suas expectativas para o homem. Nesse momento pode ocorrer um choque de realidades e, caso não haja maturidade de ambas as partes, o relacionamento pode não se sustentar, gerando frustrações, decepções e desilusões", afirma.

Na opinião da especialista, existe sim o amor romântico e também homens românticos que gostam de presentear, marcar encontros e jantares especiais, e de surpreenderem. Mas ela acredita que as mulheres de hoje já não pensam que o amor romântico é somente isto. "Penso que as mulheres de hoje querem sim encontrar homens que queiram viver um amor verdadeiro, um amor romântico, porém com o pé no chão, ou seja, estão preocupadas e centradas na vontade de construírem suas vidas junto de seus companheiros. Isso significa que o amor romântico de hoje é de responsabilidade dos dois e não somente do homem para com a mulher. Porém, ainda existem certos hábitos românticos que, ainda bem, não mudaram totalmente", diz.

"Está nas nossas mãos vivermos este novo amor e não deixarmos que o mesmo desapareça por se acreditar que a mulher de hoje é aquela que não acredita mais no amor romântico. Nós mulheres somos românticas na nossa essência e ainda esperamos viver por muito tempo o amor romântico como realidade e não somente como uma história mítica que um dia nós ouvimos alguém contar", finaliza.

Será que você é dependente de amor? Faça o teste e descubra: