Dá para ser amiga do ex-namorado? Especialista opina

adolescente casal amor sexo namorado abraco corte
Shutterstock

É sempre bom terminar um relacionamento sem mágoas, mas exagerar na ‘boa vizinhança’ e continuar amiga do ex pode ser um problemão. É o que garante o psicólogo e terapeuta de casais Antonio Carlos Araújo, que diz conhecer vários casos parecidos e afirma: nenhum deles deu certo.

Leia também:Especialista ensina a superar o término e dar a volta por cima

Segundo o especialista, manter contato pode prejudicar os futuros relacionamentos. "A desconfiança é inevitável. A outra pessoa vai saber que já aconteceu um envolvimento muito forte, não há como convencê-lo de que isso não vai acontecer de novo. Essa situação gera ciúmes, brigas e pode acabar com qualquer esperança de levar esse novo relacionamento adiante", explica.

coracao amor triste relacionamento ex namoro 310x250
Shutterstock

Isso porque fica no inconsciente a frustração e a mágoa, que reflete mais para frente. "Mesmo que a pessoa não perceba, ela carrega isso com ela. Se ela acredita, por exemplo, que o parceiro foi o culpado por tudo de ruim que aconteceu, se julgando isenta de culpa, a tendência é que continue pensando assim em outros casos que venha a ter. E, com isso, vai continuar alimentando essas turbulências afetivas. Nesses casos, a terapia ajuda a entender a parcela de responsabilidade dos dois na relação, para que a pessoa consiga seguir em frente sem esse trauma", diz Araújo.

A análise feita pelo psicólogo dá conta ainda de que esse peso que a pessoa carrega por conta de relacionamentos conturbados vai acabar atraindo pessoas problemáticas. Funciona como um polo de atração, onde o lado negativo da pessoa se une a outro lado negativo semelhante.

Por isso é importante estar, apesar de distante, bem com o ex. Mas, é primordial estar bem consigo mesma, para poder seguir em frente e encontrar um novo amor bem mais saudável.