mulher

Antepasto sexual

2379

É de praxe antes do prato principal ser servido, os comensais se deliciarem com as entradas. No entanto, muitos apressados e esfomeados desprezam esses requintes e, se deixar, encaram a refeição até mesmo fria. Com o sexo é o mesmo esquema. Boa parte dos homens prefere suspender o serviço de couvert e partir logo para o prato quente, ou não. Só que para as mulheres, o aperitivo ainda é fundamental.

As preliminares são pedida certa de dez entre dez mulheres antes de se satisfazer com o sexo. Mas nem sempre o parceiro acha necessário esse desperdício de tempo e prefere partir para um sexo tipo fast food mesmo. "Sexo tem que ter preliminar. Porque se o cara vai direto ao ponto, você se sente usada e acaba perdendo até o tesão", diz a dentista Valéria Moura. E elas não servem apenas para esquentar os tamborins para a apoteose, para algumas mulheres as preliminares já são o ápice da festa. "Preliminares bem feitas são satisfação garantida pra mim. Elas são mais importantes do que o sexo em si, até porque, na maioria das vezes, só gozo com sexo oral", revela a arquiteta Renata Vale.

Mas muitos homens, por falta de criatividade ou de perícia, acabam deixando de lado essas opções que fazem a alegria da mulherada. O terapeuta sexual Marcelo Toniette, presidente do CEPCoS - Centro de Estudos e Pesquisas em Comportamento e Sexualidade, diz que muito marmanjo ainda acredita que carícias preliminares são sinônimo de afeto. "É importante termos cuidado para não cairmos no estereótipo de que o "homem é razão" e a "mulher é emoção". Numa cultura enraizada no patriarcalismo muitos homens sentem-se desconfortáveis em admitir que na relação sexual exista algo mais além da simples penetração pênis-vagina. Acredito que isso seja pura falta de orientação sexual. Dessa forma, a relação sexual tem baixa qualidade e ambos os parceiros ficam, de certa forma, insatisfeitos", comenta Marcelo. E ignorando isso, eles praticamente rasgam a fórmula de um possível sucesso, já que as preliminares são de suma importância do ponto de vista emocional e físico, pois ajudam a mulher a relaxar – o que facilita o orgasmo –, e a se preparar para o ato sexual, porque a vagina fica lubrificada, além de aumentar de tamanho e de diâmetro.

Só que como a mulher é um ser que vem munido de fábrica de um tal instinto maternal, então, acaba não se incomodando de ensinar ou mesmo orientar o rapaz a fazer a coisa certa. "A mulher deve, com jeitinho, ir mostrando ao homem o que gosta e precisa pra ficar com tesão e gozar. A maioria escolhe formas não verbais de demonstrar isso, porque os homens acabam se sentindo ofendidos quando a mulher é muito direta", afirma a sexóloga Glene Faria. A empresária Fernanda Braga bem que tentou adestrar um casinho que estava tendo, mas acabou sem êxito, e ele, sem namorada. "Eu estava tentando fazer de tudo para mostrar ao cara que queria ser chupada e ele fingia que não percebia. Tive que ser mais franca e pedir, e ele disse não. E eu: como não?! Ele respondeu que não gostava de chupar. Broxei na hora, me deu vontade de vestir a roupa e sair dali correndo. Depois disso nunca mais sai com ele. Fugi que nem o diabo da cruz ", conta Fernanda.

No entanto, nem todos os habitantes desse prático e objetivo universo masculino desprezam um bom antepasto sexual. Alguns homens não só gostam como acham necessário para a relação. "As preliminares fazem a mulher se soltar, ficar com mais tesão e acabar fazendo tudo melhor. Quanto mais excitado você fica com as preliminares mais a trepada é gostosa, tanto pra você quanto pra ela. O homem que não gosta de fazer preliminar em mulher é porque não ama a fruta, só come", acredita o empresário Fábio Andrade. Outro representante da classe também enaltece o que vem de entrada. "Eu adoro as preliminares porque gosto da sacanagem. O que diferencia até uma trepada da outra é o nível delas", afirma o advogado Sérgio Lemos. O terapeuta sexual Marcelo Toniette diz que as preliminares são o tempero que fará diferença na qualidade do ato sexual. "Essas carícias favorecem que os parceiros aumentem a excitação a partir da estimulação, que pode ser feita das mais diversas formas – leves toques, beijos, abraços, toques em zonas erógenas", explica Marcelo.

Entretanto, as preliminares não ficam restritas apenas ao plano físico. Qualquer estímulo dos sentidos pode ser considerado preliminar, seja verbal, olfativo, visual e, claro, tátil. Isso quer dizer, o aquecimento é a alma do negócio.

Agradecimentos:

Glene Faria – sexóloga

Tel: (11) 5539 6310

Marcelo Toniette – psicólogo e terapeuta sexual

Tel: (11) 3662-4542

www.matoniette.psc.br