mulher

Declaração de funkeiro sobre namorada: o que haveria de errado no que ele disse?

relacionamento biel namorada ciume
Biel/Instagram

O cantor Biel assumiu recentemente o namoro com a youtuber Flávia Pavanelli, que tem um canal de vídeos sobre beleza, moda e estilo de vida. A fama na internet fez com que ela passasse a ser convidada para eventos e participações. Mas uma delas parece que não agradou Biel. É que, segundo a coluna Retratos da Vida, do jornal carioca Extra, Flávia não vai mais participar de um clipe, a pedidos do namorado.

Namoro de Biel e Flávia

Flávia, de 18 anos, é a primeira namorada de Biel, que tem 20 anos, e os dois vivem um relacionamento à distância - ele no Rio de Janeiro e ela em São Paulo. Ao jornal, ele teria dito que ainda está aprendendo como é namorar de verdade. Mas de uma coisa ele tem certeza: é o mais ciumento da relação e, se depender dele, o único. "Ela não pode ter ciúme porque o meu trabalho é prioridade. Nada que possa atrapalhar isso vai ter chance", disse.

Já em relação ao trabalho de Flávia, Biel pensaria diferente. "Ela foi chamada para participar do clipe de um cantor e, antes mesmo de saber como ia ser, disse que não queria. E ela não vai fazer", teria declarado o cantor. Mas afinal, o que haveria de errado com a declaração de Biel sobre a namorada?

Content temporarily unavailable: https://www.instagram.com/p/BCgqCC0srjx/

Ciúme em excesso

A coach de relacionamentos Bibianna Teodori explica que há muitas causas do ciúme, sendo a mais frequente de todas a insegurança. "Pessoas inseguras tendem a desejar amarrar a pessoa amada, para que não deem um passo. Mas o ciúme é algo que estraga a relação", diz.

Segundo ela, o ciúme é normal quando se trata de um sentimento esporádico, que não provoca sofrimento próprio ou para o outro. Mas, quando há um pensamento constante (mais de uma hora por dia) e com sofrimento sobre uma eventual traição do parceiro, isso é um sinal de que há algo a mais.

Sobre as situações do casal Biel e Flávia, ela diz que o certo ou errado irá depender dos valores de cada um. "Se o valor principal de um homem é o trabalho e a namorada é ciumenta, claro que ela sofrerá muito, porque ele passará muito tempo fora de casa. Se ela é tranquila e segura de si, não terá problemas. Mas, se para a namorada o valor trabalho também é muito importante e o homem a impede, então ela sofrerá muito", afirma.

Content temporarily unavailable: https://www.instagram.com/p/BDKdpd4j4qy/

Relacionamento abusivo

A profissional explica ainda que não é possível avaliar o relacionamento do casal é abusivo - o que acontece quando há comportamentos como ofensas, pressão psicológica, intimidação, injúria e ameaças verbais, dentre outros tipos de abusos morais ou físicos, ou algo que sinalize uma forte tendência nesse sentido. Mas a polêmica serve de alerta para quem vive situação semelhante e não está feliz na relação. "Nas relações amorosas também pode ser algo velado, causando não só traumas e danos morais à vítima, como também a sensação de impotência diante das situações. A violência psicológica pode ser ainda mais perigosa do que a física, porque envolve emocionalmente o agredido", diz.

Nesses casos, buscar ajuda profissional é importante para voltar a ter uma relação saudável. "O ponto de partida de um relacionamento gratificante é a crença de que seu parceiro é digno ou digna de respeito e admiração. Se há admiração e respeito, não existe ciúme patológico", finaliza.