Uma religião persa pode ser a chave para entender a 6ª temporada de “Game of Thrones”

game of thrones jon snow
Helen Sloan/HBO

No segundo livro que compõe a saga “Game of Thrones” – “A Fúria dos Reis” – o autor George R. R. Martin apresenta a personagem Melisandre, que cita a história de um tal Azhor Ahai, que remonta a 5.000 anos antes de tudo o que está acontecendo.

Azhor Ahai seria uma figura mítica que enfrentou as forças do mal após uma longa batalha. Com os poderes do Senhor da Luz, ele conquistou a vitória e estabeleceu a paz na Terra.

Zoroastrismo

Por mais que o nome tenha apelo fantasioso, a invenção de Martin remonta ao Zoroastrismo (ele mesmo já disse isso). A religião tem origem na Pérsia Antiga, há aproximadamente 3.500 anos. A partir das visões do profeta Zaratustra, que aos 30 anos “teve uma divina visão enquanto se banhava num rio durante um ritual de purificação pagão”, conforme diz a BBC.

ahura mazda zoroastrismo
A. Davey/Flickr

“Na margem do rio ele viu um brilho ser feito de luz, que se revelou como Bahman (boa mente)”.

Essa passagem do profeta tem tudo a ver com o que George R. R. Martin disse.

O Zoroastrismo sustenta que o deus Ahura Mazad é único. Ele criou dois espíritos gêmeos: Spenta Mainyu representa o bem, e Angra Mainyu, o mal.

Os dois são separados por um aspecto que teólogos chamam de dualidade: de um lado, reina a influência das forças cósmicas do universo; do outro, as forças opostas da mente (moral).

game of thrones caminhante branco
HBO

O que isso tem a ver com "Game of Thrones"?

Lembra quando o personagem Jon Snow enfrentou uma tropa de Caminhantes Brancos num dos melhores episódios da 5ª temporada? O ‘chefe’ deles, de olhos azuis brilhantes e com poder de ressuscitar seu exército do mal, seria o equivalente a Angra Mainyu.

Por conta dos feitiços e da magia do aço valiriano, Snow consegue abater um desses caminhantes. As relíquias em torno da espada provavelmente carregariam o ‘brilho de luz’ mencionado no Zoroastrismo.

Ainda assim, esse não é o momento-chave que liga “Game of Thrones” a essa religião tão antiga.

Voltando ao livro “A Fúria dos Reis”, Martin escreveu:

"Haverá um dia depois de um longo verão, quando a estrela sangrar no céu e o ar frio da escuridão cair sobre o mundo. Nessa hora, o guerreiro irá tirar do fogo uma espada em chamas. E essa espada será a Luminífera, a espada vermelha dos heróis, e quem a empunhar será Azor Ahai, e a escuridão fugirá diante dele".

Azor, então, seria um ‘Messias’ do “Game of Thrones”. Isso faz todo sentido, afinal, o Zoroastrismo foi a primeira religião monoteísta de todo o mundo (antes mesmo do Cristianismo).

Martin continuou:

"Quando o mundo estava mergulhado em escuridão, Azor Ahai decidiu forjar a espada dos Heróis: Luminífera. Duas vezes ele tentou, e duas vezes a espada quebrou. Ele decidiu forjar uma terceira vez. Este puxou a espada do fogo e espetou no coração da sua esposa Nissa a espada. O sacrifício dela deixou o seu espírito unir-se à espada e criou Luminífera, a Espada Vermelha dos Heróis".

azor ahai nissa espada
Reprodução/George R.R. Martin

Do lado esquerdo, Azhor Ahai enfia a espada na esposa Nissa; à direita, detalhe da Luminífera

Jon Snow e Melisandre

Com todas as possíveis teorias levantadas sobre o retorno de Jon Snow na 6ª temporada, ganhou força a que associa o personagem ao mítico Azor Ahai.

Melisandre acreditava que o herdeiro Stannis Baratheon seria a reencarnação de Ahai, mas como os últimos episódios da 5ª temporada deixaram bem evidente, seu interesse por Snow não seria à toa. “Ela espera que ele possa ser o salvador prometido”, teorizou o The Guardian. “Isso não significa que ele seria o rei destinado a triunfar numa batalha que Melisandre previu no fogo?”, questiona.

Isso mudaria o que muita gente pensa sobre Melisandre. Mesmo depois daquela imagem chocante da estreia da temporada, será que ela deve desempenhar um papel importante? Seria ela Nissa? Será que ela quer se vingar pela espadada?

Ainda há muitos mistérios que rondam a 6ª temporada de “GOT”. Seguimos acompanhando.

Mais teorias: 7 fatos e especulações sobre a 6ª temporada de “GOT”