pop

As 6 teorias mais erradas sobre o seriado “Lost”

lost div
Divulgação

O seriado "Lost" foi um dos que mais atiçou a curiosidade daqueles que o assistiam. A cada temporada, novas perguntas surgiam e nada era respondido, e o mistério cercando os sobreviventes do acidente de avião sempre foi muito grande. Ao longo dos anos, os fãs da série foram tentando desvendá-la, mas acabaram criando algumas teorias bem bizarras. Confira 6 delas! 

A Teoria do Ambiente Artificial

show de truman
divulgação

A teoria: A teoria diz que os náufragos são as estrelas involuntárias de um reality show perverso e elaborado, como Jim Carrey era em “O Show de Truman” – o que é totalmente balela, já que se no final fosse revelado que a Ilha é apenas um grande palco, os telespectadores se revoltariam.

Por que não funciona: Lembra daquela vez que eles foram embora da Ilha?

Final hipotético: Um Jack enfurecido conecta cirurgicamente Cartol Cuse, Damon Lindelof e J.J. Abrams em uma centopeia humana.

A Teoria do Nanobot

lost1
reprodução

A teoria: A popular teoria – que diz que a fumaça preta é uma criação do projeto Dharma – criada pensando em uma nuvem cheia de robôs do mal – persistiu mesmo sendo desmascarada pelos criadores do seriado. Sua grandeza se dá pela hilária suposição de que J.J. Abrams seria ousado o suficiente para roubar um dos maiores mistérios de “Lost” de um livro best-seller.

Por que não funciona: Damon Lindelof: “Eu não sei quantas vezes você pode falar que a fumaça preta não é feita de nanobots antes que parem de perguntar isso.”

Final hipotético: A Ilha é bombardeada pela Força Aérea da Costa Rica, como no final de “Jurassic Park”.

"Lost" no Jardim do Éden

lost2
reprodução

A teoria: A série é repleta de referências bíblicas, especialmente as ligadas ao Gênesis. Poderiam os roteiristas de “Lost” estarem sutilmente tentanto dizer que a Ilha – com seus poderes de cura, vários imortais, Adão e Eva, e uma serpente de fumaça preta – é na verdade o Jardim do Éden? Além disso, seria Sawyer mordendo uma maçã enquanto interroga Kate uma alusão à Árvore da Vida?

Por que não funciona: Nós não lembramos de existir no Éden estátuas com quatro dedos.

Final hipotético: Um Deus bravo aparece e bane os habitantes da ilha por demorarem tanto tempo para entender todo o simbolismo.

A Teoria do Continente Perdido

lost3
reprodução

A teoria: Antes de “Lost” estrear em 2004, o lugar mítico mais famosamente difícil de encontrar era Atlantis, que, de acordo com a lenda, era o lar de tecnologias avançadas e mágicas antes do lugar desaparecer. Poderia a Ilha ser Atlantis, ou uma parte dela? Alguns dizem que o continente perdido era localizado perto das Ilhas Canárias, que descobrimos ser o lugar onde Richard Alpert morava.

Por que não funciona: Parece um pouco óbvio demais

Final hipotético: a Ilha afunda, olha que coincidência!

Lost é um Jogo

lost4
reprodução

A teoria: É muito difícil defender essa, mas a essência é: “Lost” é um jogo elaborado, jogado por Jacob e o Homem de Preto, cada um ganhando pontos por manipular os personagens da série em diferentes posições.

Por que é errada: Para ela ser correta, presumivelmente os roteiristas teriam que ter concebido Jacob e o Homem de Preto desde o início, coisa que não fizeram.

Final hipotético: Jacob ganha um milhão de dólares e um contrato de gravação.

A Teoria do Sétimo Selo

lost5
reprodução

A teoria: Alguns anos antes do seriado acabar, inspirado pelas alusões sutis, possivelmente imaginadas, do filme “O Sétimo Selo” de Ingmar Bergman, o superfã Andrew Smith inventou uma explicação insana para a mitologia do programa – como em “Selo”, Smith dizia que “Lost” era um grande jogo de xadrez metafórico com a Morte – o que ainda é incrível, apesar de ter se mostrado totalmente errado. Parte favorita: a Ilha é composta por “matéria sombria” e “compartilha do mesmo espaço físico que Manhattan”. Aquela coisa derrubando árvores no episódio piloto (depois relevado ser o Fumaça)? Aquilo era um trem invisível do metrô.

Por que não funciona: Mesmo antes de ser provada pelo seriado que era maluca, ainda parecia muito maluca.

Final hipotético: Os náufragos embalam seus bebês e se mudam para o invisível bairro de Park Slope.

A Teoria do Laço do Tempo

lost6
reprodução

A teoria: Ela supõe múltiplas sobreposições de tempo e coloca que Ben e Richard estão usando a habilidade de viajar no tempo da Ilha para prevenir algum evento macabro e apocalíptico em 2007. Em 1996, eles acham um jeito de sincronizar a Ilha com o computador da estação Cisne para que toda vez que Desmond aperte o botão, a Ilha volta no tempo em 108 minutos. Deste modo, muitas coisas estranhas sobre a primeira e segunda temporadas de “Lost” – a habilidade de Locke andar, o problema de infertilidade dos Outros – podem ser explicados pela Ilha estar em um looping eterno de 108 minutos em 1996.

Por que não funciona: Nós diríamos se conseguíssemos entender de verdade.

Final hipotético: Um remake cena por cena do piloto original de “Lost”