pop

5 baladinhas simpáticas e muito grudentas para fazer companhia

Divulgação

Muitas vezes você nem lembra (ou sequer sabe) de quem são aquelas baladinhas grudentas que te acompanham por horas a fio. Não chegam a ser irritantes como canções melosas do pop, mas são inofensivas e só aparecem de tempos em tempos, seja na música ambiente da loja de departamentos ou nos créditos finais daquele filme. Veja se você entende o que a gente quer dizer:

#5 - “Build” – The Housemartins

Também conhecida como “Melô do Papel”, essa música simpática da banda inglesa The Housemartins gruda em cabeças desavisadas desde os anos 80. (Curiosidade: o baixista da banda virou DJ e hoje atende pelo nome Fatboy Slim).

#4 - “Sing” – Travis

A banda escocesa Travis é muito bacana, e tem em seu repertório a famosa “Sing”, que te faz ficar repetindo “Sing, sing, sing...” sem parar.

#3 - “Sunday Morning” - The Bolshoi

Aí está uma música que gruda na cabeça. Culpem essa banda inglesa dos anos 80.

#2 - “So Far Away” – Dire Straits

Até mesmo os grandes vivem de baladinhas grudentas (e boas). É o caso desta canção do Dire Straits, também conhecida como “Melô do Sofá”.

#1 - “The Way It Is” – Bruce Hornsby & The Range

O pianista Bruce Hornsby liderou as paradas de 1986 com esta baladinha sobre questões sociais.