pop

De Beck a Tupac: 10 clássicos que completam 20 anos em 2016

beck
Getty Images

Não existe um disco de 1996 que se sobressaia a outro. Naquele ano, não houve um “Nevermind” (Nirvana), ou um “OK Computer” (Radiohead). Numa ‘corrida’ pelo melhor, pode-se pensar em algo mais competitivo: R.E.M. usou a experiência a seu favor, Tupac havia superado algumas barreiras, Jay Z chegou com tudo…

Leia também: 15 discos de 1995 que você TEM que ouvir e reouvir

Enfim, relembre, em ordem alfabética, 10 discos inesquecíveis de 1996 (e coloque o fone de ouvido):

#1 Beck: “Odelay”

https://youtu.be/uxugaMpt1vUBeck fez muito sucesso com o single “Loser”, em 1994, mas mostrou um direcionamento mais interessante a partir de “Odelay”, álbum que subverte as influências da bossa nova ao R&B em canções como “The New Pollution” e “Where It’s At”.

#2 DJ Shadow: “Endtroducing…”

https://www.youtube.com/watch?v=-FKTMRoNplMSe você ouvir falar alguma vez de breakbeat, não esqueça de mencionar o álbum de estreia de DJ Shadow.”Endtroducing…” é considerado o primeiro álbum gravado só com samplers, e apesar da incursão inovadora na eletrônica, tem um senso de pertencimento mais atrelado ao hip hop, como evidencia faixas como “The Number Song” e “Midnight in a Perfect World”.

#3 Fugees: “The Score”

https://www.youtube.com/watch?v=aIXyKmElvv8Considerado um dos grandes discos de hip hop de todos os tempos pela NME, o grupo de Wyclef Jean e Lauryn Hill – com mais destaque para Lauryn, claro, que possui mais destreza nas rimas, como se ouve nas já clássicas “Ready or Not” e “Fu-Gee-La”.

Leia também: Veja Lauryn Hill cantando Nina Simone na TV

#4 Jay Z: “Reasonable Doubt”

https://www.youtube.com/watch?v=ljdzX7a4_XsJay Z é Jay Z, mas em 1996 ele ainda não tinha a popularidade (e a grana) de hoje. Seu disco de estreia o catapultou ao estrelato, e ele merece todas as honras por controlar sua obra desde o início com o selo Roc-A-Fella (na época, também de propriedade de Damon Dash). “Can’t Knock the Hustle” e “Ain’t No Nigga” são algumas das boas faixas do álbum.

Leia também: Ouça performance de Jay Z antes do disco de estreia, em 1995

#5 Nick Cave and the Bad Seeds: “Murder Ballads”

https://www.youtube.com/watch?v=QzmMB8dTwGsUm dos discos mais aclamados da carreira de Nick Cave, “Murder Ballads” trouxe algumas colaborações valiosas, como a de PJ Harvey (“Henry Lee”) e Kylie Minogue (“Where the Wild Roses Grow”), além de uma releitura de “Death is Not the End”, de Bob Dylan.

Leia também: As 10 melhores músicas de Nick Cave

#6 Rage Against the Machine: “Evil Empire”

https://www.youtube.com/watch?v=scyC9A6o_TsO segundo álbum do RATM não deve em nada ao antecessor quando o assunto é agressividade. Zach de La Rocha (vocal) e Tom Morello (guitarra) estão afiadíssimos em canções como “People of the Sun” (que fala sobre a condição dos imigrantes) e “Vietnow” (que critica o lobby por trás das rádios FM).

#7 R.E.M.: “New Adventures in Hi-Fi”

https://youtu.be/9BC07l2_zKUO último disco da banda com o membro-fundador Bill Berry (baterista) é uma espécie de eixo com todas as experimentações já testadas pelo R.E.M. desde os anos 1980. O disco começa bem em “How The West Was Won and Where It Got Us” e vai surpreendendo no meio do caminho, com “Undertow”, “Bittersweet Me”, “So Fast So Numb”, e por aí vai.

#8 The Afghan Whigs: “Black Love”

https://www.youtube.com/watch?v=lYfw5NfcmBkO melhor disco da principal banda de Greg Dulli. “Black Love” é melancólico, com mais arranjos e guitarras mais tímidas. As composições, porém, são a grande força. E elas estão envoltas numa musicalidade soberba: vide “Blame, Etc” e “Bulletproof”.

#9 Tool: “Ænima”

https://www.youtube.com/watch?v=uCEeAn6_QJoA banda de metal da Califórnia ainda não tinha o prestígio que conquistou nos anos 2000, mas sedimentou um caminho inovador no metal alternativo, mostrando que o gênero poderia ser bem mais interessante que Korn e Soundgarden. Este disco é considerado pela revista Kerrang, especializada em metal, o 6º mais influente de todos os tempos no gênero.

#10 Tupac: “All Eyez On Me”

https://www.youtube.com/watch?v=5wBTdfAkqGUUm dos maiores talentos da Costa Oeste, Tupac estava no auge da briga com Notorious B.I.G. (da Costa Leste). Ele já havia sofrido um atentado que quase o matou, e cantou sobre isso em canções como “No More Pain” e “Only God Can Judge Me”. Mas a canção mais lembrada deste clássico, sem dúvidas, é “California Love”, remixada por Dr. Dre e Troutman.

Leia também: Veja 6 clássicos e curiosidades sobre Tupac