El Niño: entenda o fenômeno em 8 fatos

el nino2
divulgação

O El Niño é um fenômeno causado pelo aquecimento das águas do Pacífico além do normal e pela redução dos ventos alísios na região equatorial. Ele afeta o clima no mundo todo por meio da mudança nas correntes atmosféricas. Ele passou a ser mais conhecido nos últimos anos, princiapalmente por causa da onda de calor que causa, principalmente no Brasil, que vem sofrendo com verões bem intensos. Mas o que ele é? E qual é sua origem? Veja 8 fatos que vão te ajudar a entender mais:

#1 - O nome “El Niño” foi escolhido porque o fenômeno de aquecimento das águas na costa do Peru acontece em dezembro, próximo ao Natal, e faz referência ao “Menino Jesus”, ou em espanhol “Niño Jesus”.

#2 - O fenômeno, antes de ser oficializado, já era conhecido entre os pescadores da região porque a oferta de pescados nesse período diminuía consideravelmente.

#3 - O El Niño provoca o enfraquecimento dos ventos alísios na região equatorial, provocando mudanças nas correntes atmosféricas, que acabam acarretando em precipitações e secas anormais em vários lugares do mundo, além do aumento ou queda de temperaturas, de modo anormal.

#4 - Quando o fenômeno é inverso, ocorrendo um resfriamento fora do normal na águas da região equatorial do Oceano Pacífico, dá-se o nome de La Niña.

el nino
divulgação

#5 - O fenômeno é justamente o que causa o superaquecimento das águas do Pacífico, que quando ficam mais quentes que o normal, tendem a evaporar mais rápido.

#6 - No Brasil, os principais impactos causados pelo fenômeno são: secas na região Norte, com aumento de queimadas; precipitações abundantes na região Sul, de maio a julho, e aumento da temperatura; aumento da temperatura na região Sudeste; secas severas no Nordeste e chuvas acima da média e temperaturas mais altas no centro-oeste.

#7 - O El Niño vem sendo registrado desde 1877, mas teve seu ápice entre 1997 e 1998, quando foram registradas os maiores números de catástrofes causadadas pelo fenômeno.

#8 - Ele ocorre periodicamente, com variação de 1 a 10 anos entre cada evento.