explore

11 coisas para não dizer a uma mulher na cama

Thinkstock

Muitas destas dicas parecem óbvias. Mas são tantos relatos de homens que não sabem que horas é meio-dia quando o assunto é como tratar uma mulher na cama, que listar um be-a-bá faz-se necessário. Até porque alguns adolescentes ainda estão começando a vida sexual. Este texto não é dirigido para homens de 40 anos, fique tranquilo (aham).

Leia também:

11 coisas para não fazer quando você toma banho com alguém

1 – Você gozou?

Sim, elas têm o “poder” de fingir. Há formas de concluir, mas não dá para negar que a maioria das mulheres consegue nos fazer de idiotas neste quesito caso queiram. Uma dica: tem tanto cara fazendo o serviço mal feito por aí que, se ela tiver gozado mesmo, vai sorrir de um jeito diferente depois ou vai acabar comentando. Mas não pergunte!

2 – “Minha ex costumava...”   

Não, né, fera? Comparação NUNCA. Na cama então... a mulher pode até não fugir, mas que é bem capaz que o clima vá lá para o subsolo 3, é.

3 – Você costuma demorar tanto assim para gozar?

Aí você levantou a bola para ela responder com algo como: “Não, só quando estou com incompetentes como você na cama”. Toma!

4 – “Eu nunca faço sexo oral, mas vou abrir uma exceção”

Se você tem nojinho do órgão sexual feminino é bom você pensar em terapia. Ou talvez que sua preferência sexual seja outra. Problema algum. Liberte-se a vá ser feliz.

5 – “Não se preocupe. A maioria das mulheres com quem saí não consegue ter orgasmos.”

De novo caímos na situação de “a culpa pode ser sua, cara”. Sim, sim: às vezes você se esforça, usa todas as táticas que aprendeu na longa estrada da vida, e nada. Mas nunca jogue isso para a mulher. Tente agradá-la, procure saber como ela gosta. Não existem regras universais, mas existe uma palavra-chave do dicionário sexual: clitóris.

6 – “Como faz para abrir este sutiã?”

Eu concordo que às vezes é difícil e que a gente deveria ter tido aulas disso na sexta série. Mas a experiência tem que contar a favor. Quanto mais abrir sutiãs na vida, mais fácil ficará. Portanto tente aprender cedo, que a prática vem. Se deixar as mulheres tirarem sempre, você ainda vai dar vexame.

7 – “Não é assim que costumo fazer.”

Se para nós nem sempre é fácil acertar os movimentos e a intensidade do toque em uma mulher, elas têm o direito de passar pela mesma coisa. Não seja escroto e mostre para ela. (sim, algumas precisam saber que pênis não é câmbio de carro nem picolé de chocolate que pede mordidas);

8 – Qualquer coisa remotamente relacionada a seus pais. Ou os pais dela.

Se o fizer, merece a maldição dos sete ano sem!

9 – O nome de outra mulher!

Quem nunca? Brincadeira. Às vezes tem a empolgação, o subconsciente, o álccol... uma dica? Fale pouco durante. Afinal de contas, sexo não é partida de futebol e não precisa de narração.

10 – “Não curto camisinhas. Temos mesmo que usar?”

Gonorreia, Aids, filhos... você quer? Não, então tem que usar. Tem umas mais finas hoje, de materiais diferentes do látex, procure se informar. É melhor sem? Sem dúvida. Mas lembre-se que nem sempre se pode ser Deus.

11 – Declarações de amor

Ah não ser, claro, que vocês já estejam em uma relação assumida. Porque por mais que um homem excitado seja capaz de parar de pensar e ficar um completo idiota, você não quer assustar a mulher e fazê-la sair correndo, né?