explore

Facebook vai saber quanto tempo você passa lendo cada post

todomundonoface thinkstock
ThinkStock

O Facebook, a maior das redes sociais, acaba de criar um novo algoritmo que vai analisar o tempo que um usuário demora lendo as histórias publicadas na página principal, para mostrá-las em uma posição superior ao resto.

A notícia foi publicada no blog oficial da rede, após uma pesquisa recente feita com os próprios usuários.

Leia também:5 coisas que você não deve postar no Facebook

Realmente, isso poderia trabalhar a favor da companhia, já que as notícias mais lidas têm como padrão serem as mais interessantes. Desta forma, o Facebook assegura disponibilizar o melhor conteúdo possível para cada usuário.

A companhia explicou que as mais lidas não são necessariamente as mais comentadas, compartilhadas ou as que tenham mais curtidas.

Segundo a rede social, essa é também uma forma de promover conteúdo valorizado. Analisar em quais histórias cada pessoa se mantém entretida por mais tempo é uma forma de melhorar a navegação e controlar o que aparece para cada usuário.

Leia também:Facebook lança ferramenta para ler artigos sem sair da rede social

O algoritmo antigo que dirigia a timeline do Facebook dependia da quantidade de curtidas, compartilhamentos ou comentários, entre outros indicadores de cada entrada no feed de notícias. O problema é que os investigadores descobriram que os usuários prestavam mais atenção nas histórias que não necessariamente tinham os maiores números nos aspectos mencionados.

Para apontar esse fato, eles usaram como exemplo o blog de uma pessoa que compartilhava com seus amigos uma imagem engraçada, ou que curtia uma foto do novo bebê de sua amiga. No entanto, a publicação em que ela permanecia por mais tempo era a de alguém que descrevia uma viagem recente incrível.

Com o algoritmo antigo, a notícia da viagem ficava fora dos cálculos, apesar de ser a mais interessante, enquanto as outras eram mais promovidas na timeline do usuário. Agora, essa situação vai mudar.

Como o cálculo será feito

todomundonocelular thinkstock
ThinkStock

O que você deve saber e vale a pena mencionar é que o tempo de leitura será obtido em comparação com o tempo normal de leitura.

Não será afetado o cálculo devido à conexão lenta de pessoas que costumam demorar mais para carregar uma notícia, por exemplo. A velocidade do movimento da barra de rolagem ou do uso do scroll do mouse também será levado em consideração.

Durante as próximas semanas, o algoritmo estará em fase de teste. A empresa declarou que as mudanças não devem resultar em alterações tão drásticas assim.